Inicio / Destaque / ACUADO, GOVERNO BATE CABEÇA SOBRE FRETES

ACUADO, GOVERNO BATE CABEÇA SOBRE FRETES

Share

A bruxa voou. No final da tarde de ontem, a Agência Nacional dos Transportes Terrestres publicou uma nova tabela mínima do frete, com validade imediata. Reduzia, em média, uns 20% do preço médio da tabela anterior. Os números refletiam o alarme de empresários dos setores agrícola e industrial, que falavam de grandes aumentos de preço para o consumidor final caso não houvesse alguma correção. O ministro dos Transportes, Valter Casimiro, chegou a afirmar que ela havia sido apresentada e aprovada tanto pelas empresas de transporte de setores como o agronegócio como pelos representantes de caminhoneiros autônomos. A decisão de rever os números não durou. Os caminhoneiros se revoltaram. E assim, já tarde da noite, foi revogada a nova tabela de umas horas antes.

Aliás… Casimiro viu-se obrigado a permitir o registro em vídeo de seu anúncio: acuado perante os caminhoneiros numa mesa de reunião, explicou que estava revogando sua decisão, para que o arquivo pudesse ser distribuído por WhatsApp pela classe. Josias de Souza tem o flagrante.

Não tinha como ser diferente: a quinta foi estressante para o mercado financeiro. A cotação do dólar fechou ontem a R$ 3,91 — no pior momento, chegou a R$ 3,96. E a Bolsa, que fechou em queda de 2,93%, aos 73.85 pontos, chegou a recuar 6,5%. Pressionado, o presidente do Banco Central, Ilan Goldfajn, convocou uma entrevista para dizer que vai oferecer mais US$ 20 bilhões ao mercado até o final da semana que vem para tentar conter a volatilidade do dólar, e que, se necessário, pode até recorrer às reservas cambiais. Mas aumentar a taxa básica de juros, a Selic, é hipótese descartada. (Estadão)

José Paulo Kupfer: “É confortável, na teoria, a situação das contas externas brasileiras. Além do colchão de US$ 380 bilhões em divisas externas — o equivalente a cerca de 20% do PIB, quando o próprio FMI considera mais do que suficiente algo como 12% a 15% do PIB —, a situação da balança em transações correntes se mostra tranquila, com um déficit abaixo de 1% do PIB, coberto com sobras pelo ingresso de investimentos externos diretos. O problema é que nenhum colchão de liquidez, vacina antiespeculação ou seguro contra incêndios cambiais consegue ser efetivo diante de uma reação que, na verdade, pouco tem a ver com os fundamentos da economia. A crise atual se alimenta principalmente de componentes políticos. Temores de que as urnas presidenciais de outubro sufraguem um candidato ‘populista’, combinados com a fragilidade do governo, cruamente exposta pela incapacidade de conter a desorganização produtiva deflagrada pela greve do setor de carga rodoviária, é que estão de fato por trás das turbulências dos dias recentes nos mercados de ativos. Daí ser possível especular pelo menos duas hipóteses. Uma, que a corrida contra o real, embora com momentos de calmaria no meio do caminho, não dará tréguas até o desfecho da eleição — já há apostas em um dólar a R$ 4,50 até lá. Outra é que, vencendo um ‘reformista’, em pouco tempo as cotações da moeda americana recuariam — há quem estime R$ 3,50 ou até menos.” (Globo)

Fernando Henrique: “Uma crise moral combinada com estagnação econômica forma uma mistura mortal para qualquer sociedade. A classe política perdeu sua credibilidade e legitimidade. Não houve uma revolução no Brasil, mas assistimos às condições revolucionárias nas quais vingadores se preparam para cortar as cabeças da elite enquanto são celebrados pela população. Se a história serve de guia, o jogo termina com um líder carismático, salvador da pátria ou homem de punho forte, que chega para encerrar a anarquia. A esquerda, sem seu líder natural, se sente insegura. A direita pede restauração da ordem a qualquer custo. O restante está fragmentado, incapaz de se reagrupar num centro político — um amalgama de uns com uma visão arcaica, outros liberais e uns terceiros com valores socialdemocratas que valorizam as instituições da democracia e reconhecem que a desigualdade é a maior ameaça. Nossa sociedade, como outras, está dividida pelos avanços da modernidade: ascensão social, a era da informação e o surgimento de uma política de gênero e de raça. Juntas, as três quebraram a coesão das antigas divisões de classe, assim como dos partidos e ideologias que as representavam.” (Washington Post)

Fonte: Canal Meio

Share

17 comentários

  1. I know this site offers quality dependent articles and additional information, is there any other site which
    offers these things in quality?

  2. Thanks for the marvelous posting! I actually enjoyed reading it,
    you happen to be a great author. I will always bookmark your
    blog and will come back later on. I want to
    encourage yourself to continue your great work, have a nice afternoon!

  3. What i don’t understood is in fact how you are now not really much more neatly-appreciated than you may be now.
    You’re so intelligent. You recognize thus considerably
    when it comes to this subject, produced me
    in my opinion imagine it from numerous numerous angles.
    Its like women and men are not fascinated except it’s something to accomplish with Girl gaga!
    Your own stuffs great. Always care for it up!

  4. Greetings! Very useful advice in this particular article!
    It’s the little changes that make the most significant
    changes. Many thanks for sharing!

  5. It’s the best time to make some plans for the future and it’s time to be happy.
    I’ve read this post and if I could I want
    to suggest you some interesting things or advice.
    Maybe you could write next articles referring to this article.
    I desire to read even more things about it!

  6. Hello, I log on to your blogs on a regular basis. Your humoristic style is witty, keep it up!

  7. I know this web site gives quality based content and additional
    information, is there any other website which provides these kinds of information in quality?

  8. Hi, its pleasant paragraph about media print, we all be
    familiar with media is a wonderful source of information.

  9. Its such as you read my mind! You appear to understand so
    much about this, such as you wrote the guide in it or something.
    I feel that you just could do with some percent to pressure the message home a
    little bit, but other than that, that is excellent blog.
    A great read. I will definitely be back.

  10. Appreciating the dedication you put into your site and in depth information you offer.
    It’s awesome to come across a blog every once in a while that isn’t the same out of date rehashed information.
    Great read! I’ve bookmarked your site and I’m adding your RSS feeds to
    my Google account.

  11. Does your website have a contact page? I’m having a tough time locating
    it but, I’d like to shoot you an email. I’ve got some ideas for your blog you might be interested in hearing.

    Either way, great website and I look forward to seeing it
    expand over time.

  12. Hi there, You have done an incredible job. I’ll definitely digg it
    and personally suggest to my friends. I’m sure they’ll be benefited from this web site.

  13. I just want to mention I’m new to blogging and seriously loved this web-site. More than likely I’m planning to bookmark your blog post . You really have remarkable posts. Many thanks for sharing your blog site.

  14. Hi there very nice blog!! Guy .. Excellent .. Wonderful .. I’ll bookmark your site and take the feeds also?KI’m glad to seek out a lot of useful info here in the submit, we want work out more strategies on this regard, thanks for sharing. . . . . .

  15. Can I just say what a comfort to find somebody who genuinely knows what
    they’re discussing over the internet. You actually understand
    how to bring a problem to light and make it important.
    A lot more people need to check this out and understand this side of your story.

    It’s surprising you aren’t more popular given that you surely possess the gift.

  16. I wish to know if it is feasible for me to add to your website. I have some concepts that you might find intriguing and would work with the basic tone of your website. I have actually confined my email address in instance you intend to contact me about it. I may leave this message on any one of your other web pages that I assume I may be able to add to.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *