terça-feira , março 19 2019
Inicio / Cidade / Gestão, destino e inclusão: Tito apoia trabalho da Associação dos Catadores de Materiais Recicláveis de Barreiras

Gestão, destino e inclusão: Tito apoia trabalho da Associação dos Catadores de Materiais Recicláveis de Barreiras

Reconhecimento do trabalho dos profissionais, e dos resíduos reutilizáveis e recicláveis como um bem econômico e de valor social, gerador de trabalho e renda e promotor de cidadania

Com o objetivo de oferecer melhores condições de trabalho aos catadores de materiais recicláveis do município de Barreiras, Tito se reuniu nesse sábado (02), com associados e membros da diretoria da Associação dos Catadores de Materiais Recicláveis de Barreiras “100 Agressão”. O encontro, que contou com as presenças do presidente do Sindicato dos Produtores Rurais de Barreiras, Moisés Schmidt, do presidente da Associação senhor Natanael Batista e do líder comunitário Gerino Carvalho e Marília Chaves, aconteceu no Projeto Barreiras Norte.

Os catadores de matérias reutilizáveis e recicláveis desempenham papel fundamental na implementação da Política Nacional de Resíduos Sólidos (PNRS), que tem por objetivo promover a integração dos catadores desses materiais nas ações que envolvam a responsabilidade compartilhada pelo ciclo de vida dos produtos associadas à inclusão social; à emancipação econômica desses trabalhadores e trabalhadoras; ao alcance de metas para a eliminação e recuperação de lixões e, ao incentivo à criação e ao desenvolvimento de cooperativas ou de outras formas de associação de catadores de resíduos sólidos.

Após a apresentação das instalações e das atividades técnico-educacionais dos jovens na Fazenda Modelo, o grupo foi conhecer a área às margens da BR-242 onde futuramente será implantada uma grande indústria de reciclagem, com o objetivo de fortalecer a coleta seletiva do lixo em Barreiras.

Já havia um compromisso de Tito com a categoria e ele destacou a importância social de seu apoio à associação.

“Eu fico feliz de voltar aqui e ver que os benefícios que pleiteamos serão em breve concretizados. Este trabalho é fundamental para a sociedade e muitas vezes os catadores são discriminados e não são reconhecidos. Queremos uma associação cada vez mais forte para ampliar o tratamento dos materiais recicláveis no nosso município. Eles são merecedores do nosso reconhecimento, pois realizam um trabalho embaixo de sol e chuva, lidam em muitos casos com o preconceito, recolhem toneladas de materiais recicláveis que geram emprego e renda para diversas famílias e evitam a contaminação do meio ambiente”, declarou Tito.

Share