terça-feira , março 19 2019

CARRETA TOMBA EM RODOVIA DE BARREIRAS E TRÂNSITO É INTERDITADO NA SERRA DO SACO

Um caminhão que transportava carga de tomates tombou na manhã deste sábado, na BR-242, em trecho conhecido como Serra do Saco, na cidade de Barreiras, oeste da Bahia. O motorista do veículo sofreu ferimentos leves.

De acordo com informações da Polícia Rodoviária federal (PRF), o acidente ocorreu por volta das 5h e deixou os dois sentidos da rodovia interditados. Por volta das 8h20, uma das três pistas já estava liberada, e o trânsito no local estava lento.
A suspeita é de que o motorista perdeu controle da direção em uma curva, por conta da pista estar molhada. Não há informações sobre se o motorista preciso de atendimento médico.

Share

Dólar cai, depois de quatro altas seguidas

Depois de quatro altas consecutivas e de atingir a maior cotação do ano, o dólar caiu nesta sexta-feira (8). A moeda norte-americana fechou o dia vendida a R$ 3,87, com recuo de R$ 0,015 (-0,37%).Mesmo com a queda de hoje, a divisa acumulou alta de 2,38% nesta semana. Esta foi a terceira semana seguida em que o dólar subiu.

No mercado de ações, o Ibovespa, principal indicador da B3 (antiga Bolsa de Valores de São Paulo), encerrou o dia com alta de 1,09%, aos 95.365 pontos. Foi a segunda valorização consecutiva do indicador.O Ibovespa começou o dia operando em queda, mas reverteu a tendência e passou a subir no início da tarde. Com informações da Agência Brasil.

Share

Neto chama Neymar de ‘mimadinho’ e diz: ‘Não é jogador, é celebridade’

O ex-jogador e apresentador soltou o verbo ao ser perguntado sobre o camisa 10 do PSG

Oapresentador e ex-jogador Neto estava curtindo o Carnaval em um camarote no Sambódromo de São Paulo, na madrugada do último domingo (3), quando foi encontrado por uma equipe do “Esporte Interativo”.

Perguntado sobre Neymar, Neto não economizou nas críticas. Ele disse que o camisa 10 do PSG é “mimadinho” e afirmou que o atacante “não é jogador, é celebridade”.

“Neymar é um dos maiores jogadores do mundo, mas você viu o Messi jogando hoje contra o Real Madrid? Você viu o Messi jogando contra o Sevilla? Você viu o Cristiano Ronaldo jogando com 33 anos na Juve? Ele é artilheiro do campeonato. O Neymar era para ser melhor que os dois, só que o Neymar não é jogador, ele é celebridade. E outra coisa: ele é mimadinho, não pode falar dele porque o papai fica bravo. O único que teve coragem fui eu e o Casagrande”, disse Neto, antes de opinar sobre a participação do Brasil na próxima Copa do Mundo, em 2020.

“Vamos perder outra Copa do Mundo por causa dele, porque ele não joga p.. nenhuma na seleção”, completou o apresentador da Band.

Fonte: Notícias ao Minuto

Share

Gestão, destino e inclusão: Tito apoia trabalho da Associação dos Catadores de Materiais Recicláveis de Barreiras

Reconhecimento do trabalho dos profissionais, e dos resíduos reutilizáveis e recicláveis como um bem econômico e de valor social, gerador de trabalho e renda e promotor de cidadania

Com o objetivo de oferecer melhores condições de trabalho aos catadores de materiais recicláveis do município de Barreiras, Tito se reuniu nesse sábado (02), com associados e membros da diretoria da Associação dos Catadores de Materiais Recicláveis de Barreiras “100 Agressão”. O encontro, que contou com as presenças do presidente do Sindicato dos Produtores Rurais de Barreiras, Moisés Schmidt, do presidente da Associação senhor Natanael Batista e do líder comunitário Gerino Carvalho e Marília Chaves, aconteceu no Projeto Barreiras Norte.

Os catadores de matérias reutilizáveis e recicláveis desempenham papel fundamental na implementação da Política Nacional de Resíduos Sólidos (PNRS), que tem por objetivo promover a integração dos catadores desses materiais nas ações que envolvam a responsabilidade compartilhada pelo ciclo de vida dos produtos associadas à inclusão social; à emancipação econômica desses trabalhadores e trabalhadoras; ao alcance de metas para a eliminação e recuperação de lixões e, ao incentivo à criação e ao desenvolvimento de cooperativas ou de outras formas de associação de catadores de resíduos sólidos.

Após a apresentação das instalações e das atividades técnico-educacionais dos jovens na Fazenda Modelo, o grupo foi conhecer a área às margens da BR-242 onde futuramente será implantada uma grande indústria de reciclagem, com o objetivo de fortalecer a coleta seletiva do lixo em Barreiras.

Já havia um compromisso de Tito com a categoria e ele destacou a importância social de seu apoio à associação.

“Eu fico feliz de voltar aqui e ver que os benefícios que pleiteamos serão em breve concretizados. Este trabalho é fundamental para a sociedade e muitas vezes os catadores são discriminados e não são reconhecidos. Queremos uma associação cada vez mais forte para ampliar o tratamento dos materiais recicláveis no nosso município. Eles são merecedores do nosso reconhecimento, pois realizam um trabalho embaixo de sol e chuva, lidam em muitos casos com o preconceito, recolhem toneladas de materiais recicláveis que geram emprego e renda para diversas famílias e evitam a contaminação do meio ambiente”, declarou Tito.

Share

Segundo dia de feriado de carnaval tem lentidão nas principais vias

Há trânsito intenso no trecho Boraceia-São Sebastião e no trecho Caraguatatuba-Ubatuba

Neste sábado, 2, segundo dia de feriado prolongado de carnaval, os motoristas que deixam a capital paulista rumo ao litoral ou ao interior devem enfrentar tráfego intenso nas principais vias de São Paulo. E quem vai circular pela cidade de São Paulo nas regiões do Parque Ibirapuera e do Butantã pode checar a movimentação no site da Companhia de Engenharia de Tráfego (CET), que vai monitorar os dois locais devido aos desfiles dos blocos de rua.

O tráfego na Anchieta e Imigrantes foi normalizado às 8h30. Mais cedo, havia congestionamento na Imigrantes, do km 38 ao km 43 no sentido litoral, e na Anchieta, do km 27 ao km 28, devido ao excesso de veículos, de acordo com a Ecovias.

A movimentação está lenta no sentido interior na Ayrton Senna, do km 40 ao km 48. Lembrando que a Ayrton Senna é uma das alternativas para quem quer chegar ao aeroporto de Guarulhos, Litoral Norte e Vale do Paraíba, já que a pista expressa da Marginal Tietê que leva à Dutra foi interditada em janeiro.

Dicas para viajar com segurança no Carnaval

Padre Manoel da Nóbrega com tráfego lento, na chegada à Praia Grande, do km 287 ao km 291, devido ao excesso de veículos.

O Departamento de Estradas de Rodagem de São Paulo (DER-SP) informou que há trânsito intenso no trecho Boraceia-São Sebastião e no trecho Caraguatatuba-Ubatuba, ambos na Dr. Manoel Hyppolito Rego. Já o sentido Bertioga-Boraceia está congestionado.

Na Régis Bittencourt há muita lentidão nos trechos que cortam São Lourenço da Serra.

Fonte: Notícias ao Minuto

Share

Fronteira entre Brasil e Venezuela segue fechada pelo 9º dia

Apesar do bloqueio, venezuelanos continuam utilizando rotas alternativas para deixar o país e chegar ao Brasil

Afronteira entre Brasil e Venezuela, em Pacaraima (RR), amanheceu fechada neste sábado (2) pelo 9º dia. A passagem foi bloqueada por ordem de Nicolás Maduro.

De acordo com o G1, a expectativa é de que a fronteira fosse aberta a partir de quinta (28), o que ainda não aconteceu.

Apesar do bloqueio, venezuelanos continuam utilizando rotas alternativas para deixar o país e chegar ao Brasil.

O governador de Roraima, Antonio Denarium (PSL), pediu na última quarta (27) a liberação da fronteira ao governador de Bolívar, Justo Nogueira Pietri, por questões comerciais.

Fonte: Notícias ao Minuto

Share

Proteção de Dados: como se adequar à nova lei?

Estamos caminhando rapidamente para um mundo onde tudo e todos à nossa volta estarão conectados, 24 horas por dia, todos os dias da semana. Isso porque a tecnologia está muito presente no nosso dia a dia, apesar de passar despercebida em muitas situações, seja usando um app que mostra o caminho mais rápido para casa, na procura por cotações de passagens aéreas ou por meio do chat de atendimento online de um determinado site, por exemplo.

Contudo, quando acessamos a Internet, a internet também se conecta com a gente. É uma relação de troca: oferecemos alguns de nossos dados e ela retorna facilidades para a nossa vida.

Mas você saberia dizer quantas empresas ou órgãos governamentais têm informações suas e como elas são usadas? Os gigantes como Google, Facebook e Whatsapp, por exemplo, sequer precisam cobrar pela utilização de suas plataformas, já que a moeda de troca que enriquece os essas plataformas não é o real ou o dólar, mas os dados pessoais dos seus usuários. Por esse motivo, é preciso estar atento. O que pode parecer uma operação inofensiva para ambos os lados, tem se mostrado um campo bastante delicado, que pode colocar em risco a privacidade e outros direitos dos usuários, bem como a reputação das empresas.

No Brasil, um dos destaques mais recentes é a decisão que envolve a Netshoes. A empresa foi condenada a pagar R$ 500 mil em indenização por danos morais coletivos após o vazamento de dados de quase 2 milhões de clientes em dezembro de 2017. A sanção, divulgada na última semana (05), foi proposta pelo Ministério Público do Distrito Federal e Territórios (MPDFT) em acordo firmado com a empresa.

Europa quer que Facebook, Google e Twitter reforcem combate a fake news

Outro recente caso de ciberataque envolveu a C&A, uma das maiores varejistas de roupas do país, que teve seus sistemas invadidos com roubo de informações relacionados ao Cartão Presente da marca. Hackers tiveram acesso a dados como número do cartão, CPF, e-mail, e-mail do funcionário que fez a transação, número do pedido, valor e data da compra.

Diante desse cenário, foi sancionada a Lei Geral de Proteção de Dados, também conhecida como LGPD, que destina-se a regular a utilização, proteção e transferências de dados pessoais no Brasil. Com essa lei, seguindo os moldes do regulamento europeu, o país passou a fazer parte do pequeno grupo que possui legislação capaz de proteger a privacidade de dados pessoais em larga escala.

As novas regras entram em vigor a partir de 2020, quando também começará a aplicação das sanções pela ANPD, a Autoridade Nacional de Proteção de Dados, que será elemento-chave na proteção de dados e terá a função de fiscalizar empresas e órgãos públicos para garantir que todos atendam as normas legais. Isto inclui garantir punições para casos de vazamento e mal uso de informações pessoais de usuários brasileiros.

Com isso, vislumbra-se um cenário completamente novo para as empresas que operam com dados – basicamente todas, atualmente. Tratando-se de uma empresa que lida com o consumidor final, ela precisa de dados dos consumidores. Tratando-se de uma empresa que tem empregados, precisa de dados dos funcionários para folha de pagamento, holerites, etc. Tratando-se de uma empresa que lida com outras empresas, terá os dados do próprio parceiro comercial, como CNPJ, sede, sócios, etc.

Mas, afinal, de que maneira a LGPD irá impactar o mercado?

Caterina Carvalho, advogada na Scharlack Advogados, explica que “o primeiro passo e grande desafio das empresas será rever e estudar novas práticas internas. É preciso analisar como está sendo feita a captação e armazenamento de dados atualmente, e como adaptá-las às novas regras aplicadas pela LGPD. Além disso, é preciso planejar e entender quais tecnologias envolver para garantir a conformidade com a nova Lei no tratamento e armazenamento dos dados coletados.”

Além disso, é preciso estar atento aos principais pontos da nova Lei.

Hotel inclusivo: como a tecnologia ajuda a acessibilidade

O escopo de aplicação da LGPD 

Serão alvo da lei toda e qualquer empresa que precisar coletar, armezenar, tratar ou compartilhar dados pessoais dos usuários, que vão desde nome e e-mail até número de cartão de crédito. Isso significa que estão envolvidas as plataformas digitais, e-commerces, lojas de varejo e até empresas de recursos humanos, por exemplo. Lembre-se: quase tudo é um dado. Ou seja, você provavelmente precisará se atentar à LGPD.

A Autoridade Nacional de Proteção de Dados

Ainda que as novas regras para proteção de dados sejam aplicadas a partir de 2020, a ANPD já está em vigor. O órgão tem entre suas atribuições zelar pela proteção dos dados pessoais, editar normas e procedimentos sobre o tema e aplicar sanções em caso de descumprimento de regras, que incluem multa diária de 2% do faturamento limitado a 50 milhões, bloqueio ou eliminação de dados tratados de maneira irregular e suspensão ou proibição do banco de dados ou da atividade de tratamento.

O profissional encarregado da Proteção de Dados Pessoais

É exigência da LGPD que seja definido um encarregado interno, de preferência um especialista em proteção de dados pessoais ou de inteligência, que será designado para servir como ponte entre os titulares dos dados pessoais, as empresas coletoras de tais dados e a autoridade nacional, a ANPD.

Este profissional será responsável pela comunicação dos agentes da cadeia de tratamento de dados, podendo eventualmente elaborar relatórios, avaliando riscos à segurança da informação, sugerindo medidas para mitigar a vulnerabilidade e impacto à proteção de dados pessoais.

O encargo, contudo, não é mais referenciado como contratação celetista ou de exclusividade de uma pessoa natural, mas a atividade poderá ser terceirizada, seja para um escritório de advocacia, prestador de serviço ou grupo de trabalho especializado sobre o tema.

Para se adequar à nova lei, é necessário que o atendimento à LGPD faça parte do plano de negócios da empresa. Isso porque será necessário identificar o banco dados pessoais coletados pela companhia, incluindo sua classificação, informações sobre quem controla, quem processa e como são transferidos e armazenados. Ainda, é preciso avaliar o nível de proteção de dados de todos os envolvidos, sejam colaboradores, clientes, parceiros ou terceiros. Após isso, será necessário definir e implantar medidas preventivas, políticas e governança de dados em toda a organização. Mas como delimitar esse conjunto de disciplinas internas?

Obtenha o consentimento para o tratamento de dados

É a principal exigência da LGPD e um dos pilares sobre o qual a legislação foi criada. A coleta de dados deve ser feita de uma forma clara e o titular das informações deverá estar de acordo e consciente do tratamento dos seus dados pessoais para uma determinada finalidade, que deverá sempre estar escrita de forma clara e destacada. Além disso, nos casos de comunicação ou compartilhamento de dados com terceiros, é preciso consentimento específico para o ato.

Faça a revisão das políticas internas

É preciso revisar as medidas de segurança adotadas pela organização para prevenir, detectar ou corrigir possíveis violações dos dados. Ao mesmo tempo que é de uma medida desafiadora, porque envolve a cultura da organização, é um passo importante que serve como atenuante em caso de eventual penalização administrativa. Elabore relatórios de impacto à proteção de dados pessoais

Devem ser registradas todas as atividades de tratamento de dados, incluindo os dados processados, motivos, medidas de segurança adotadas, identificação dos agentes de tratamento, etc.

Revise contratos com fornecedores

É preciso estabelecer novas cláusulas contratuais, exigindo a conformidade legal no tratamento dos dados pessoais, sob pena de responsabilização solidária.

Por fim, lembre-se: a Lei Geral de Proteção de Dados não foi feita para dificultar a vida das empresas, mas sim proteger os dados pessoais dos usuários e garantir a conformidade das organizações em relação ao tema. A segurança de ambos deverá ser, a partir de agora, uma prioridade

Fonte: Notícias ao Minuto

Share

Bolsonaro e Guaidó reúnem-se nesta quinta no Palácio do Planalto

O encontro foi confirmado na noite pelo porta-voz da Presidência, Otávio do Rêgo Barros

Opresidente Jair Bolsonaro receberá Juan Guaidó, autoproclamado presidente interino da Venezuela, nesta quinta-feira (28), às 14h, no Palácio do Planalto. O encontro foi confirmado na noite de ontem (27) pelo porta-voz da Presidência, Otávio do Rêgo Barros. Apesar de o Brasil reconhecer Guaidó como presidente interino da Venezuela, o encontro não será tratado como uma visita de Estado.

De acordo com Rêgo Barros, Guaidó ficará na Base Aérea de Brasília. O avião que o trouxe pousou à 1h40 no Aeroporto Internacional de Brasília.

Ele será recebido pelo ministro das Relações Exteriores, Ernesto Araújo, responsável por acompanhá-lo durante a visita. O encontro com Bolsonaro não terá formalidades de chefe de Estado. O presidente receberá Guaidó em seu gabinete.

Assembleia Nacional da Venezuela concede licença de 5 dias para Guaidó

Resolução americana no Conselho de Segurança pede eleição na Venezuela

“O presidente abriu sua agenda para recebê-lo no Planalto, cumprimentá-lo. E o prosseguimento dessa visita e aquilo que venha a ser tratado estará sob a batuta do ministro Ernesto. Ele [Guaidó] não será recebido com as formalidades, será recebido diretamente no gabinete do presidente”, disse o porta-voz.

No mês passado, o Tribunal Supremo de Justiça proibiu Guaidó de deixar o país e congelou suas contas. A Corte atendeu a um pedido do procurador-geral da Venezuela, Tarek William Saab, aliado do presidente Nicolás Maduro. Apesar da decisão judicial, o presidente interino foi à Colômbia para articular a entrega de ajuda humanitária e prometeu retornar à Venezuela em breve.

O porta-voz da Presidência não informou se Guaidó voltará ao seu país pelo Brasil ou se o governo federal ajudará o venezuelano no retorno.

Na ONU, chanceler da Venezuela propõe reunião entre Trump e Maduro

Nos últimos dias, o clima de confronto dominou a região fronteiriça da Venezuela com o Brasil e a Colômbia. Por ordem de Maduro, a fronteira com o Brasil foi fechada. Houve dificuldades para o transporte da ajuda humanitária internacional com registros de mortos e feridos. Segundo relatos, militares venezuelanos atiraram na direção de civis desarmados.

Para Maduro, há uma orquestração internacional, liderada pelos Estados Unidos e Colômbia, com o objetivo de promover uma intervenção na Venezuela. Ele e aliados negam a existência de crise humanitária no país. Com informações da Agência Brasil. 

Fonte: Notícias ao Minuto

Share

Casos de dengue no Brasil aumentam 149% em janeiro deste ano

O número de casos prováveis de dengue registrados no Brasil em janeiro deste ano mais que dobrou em comparação ao mesmo período de 2018. De acordo com o Ministério da Saúde, até o dia 2 de fevereiro, o aumento era de 149%, passando de 21.992 para 54.777 casos prováveis – uma incidência de 26,3 casos por 100 mil habitantes.

Ainda segundo a pasta, foram registradas, até o momento, cinco mortes provocadas pela doença, sendo uma no Tocantins, uma em São Paulo, duas em Goiás e uma no Distrito Federal. Em 2018, foram notificados 23 óbitos por dengue.

Por meio de nota, o ministério avaliou que os dados epidemiológicos alertam para a necessidade de intensificação das ações de eliminação de focos do Aedes aegypti em todas as regiões do país. “São ações que envolvem gestores estaduais, municipais, governo federal e a população”.

Regiões

De acordo com o boletim, a região Sudeste concentra 60% (32.821) do total de casos registrados no país em 2019. Em seguida estão as regiões Centro-Oeste, com 10.827 casos de dengue; Norte, com 5.224 casos; Nordeste, com 4.105 casos e Sul, com 1.800 casos. 

Em relação à incidência, que considera a proporção de casos com o número de habitantes, Centro-Oeste e Sudeste apresentam os maiores dados: 67,3 casos por 100 mil habitantes e 37,4 casos por 100 mil habitantes, respectivamente.

Quando comparados os dados entre 2018 e 2019, o Sul apresenta o maior índice de crescimento de casos, 597,7%, passando de 258 para 1.800 casos prováveis. O Sudeste teve aumento de 472,6%, saindo de 5.732 para 32.821 casos. O Norte tem índice de 233%, saindo de 1.569 para 5.224 casos. E o Nordeste registra crescimento de 37,6%, passando de 2.983 para 4.105 casos.

O Centro-Oeste, segundo o balanço, é a única região do país que apresentou redução nos números, de 5,4%, saindo de 11.450 para 10.827 casos prováveis de dengue.

Estados

O levantamento mostra que dois estados registraram aumento de mais de 1.000% no número de casos de dengue  – Tocantins, com crescimento de 1.369%, saindo de 210 para 3.085 casos prováveis; e São Paulo com aumento de 1.072%, passando de 1.450 para 17.004 casos prováveis.

Outros dois estados, segundo o ministério, apresentaram crescimento considerado significativo: Paraná, com aumento de 648,6%, saindo de 214 para 1.602 casos; e Santa Catarina, com 644%, passando de 18 para 134 casos.

Em relação à incidência, destacam-se Tocantins, com 198,4 casos por 100 mil habitantes; Acre, com 163,7 por 100 mil habitantes; Goiás, com 108,7 por 100 mil habitantes; Mato Grosso do Sul, com 79,7 por 100 mil habitantes; Espírito Santo, com 61,9 por 100 mil habitantes; e Minas Gerais, com 58,9 por 100 mil habitantes.

Zika

Ainda de acordo com o boletim, até 2 de fevereiro, foram notificados 630 casos de infecção pelo vírus Zika em todo o país – uma redução de 18% em relação ao mesmo período de 2018, quando haviam 776 casos. A taxa de incidência da doença no Brasil é de 0,3 casos por 100 mil habitantes.

O Norte apresentou o maior número de notificações, 410 casos. Em seguida, aparecem as regiões Sudeste, com 119 casos; Nordeste, com 49 casos; Centro-Oeste, com 43 casos; e o Sul, com 9 casos.

Chikungunya

Já em relação ao chikungunya, o Brasil apresentou redução de 51% nos casos este ano em relação ao mesmo período de 2018. Até 2 de fevereiro, foram registrados 4.149 casos prováveis de infecção contra 8.508 casos notificados no ano passado.

A incidência, em 2019, está em 2 casos por 100 mil habitantes. Entre as regiões, o Norte do país apresentou o maior número de casos, 2.730. Em seguida, aparecem Centro-Oeste, com 789 casos; Nordeste, com 446 casos; Sul, com 94 casos; e Centro-Oeste, com 90 casos.

Fonte.: agenciabrasil.ebc.com.br

Share

Brasil define com Venezuela retirada de brasileiros da fronteira

Pessoas se escondem atrás de uma rocha durante confrontos na fronteira venezuelana, em Pacaraima, Brasil 24 de fevereiro de 2019. REUTERS / Ricardo Moraes

Um grupo de cerca de 100 brasileiros foi autorizado a deixar a região de Santa Elena do Uairén, na Venezuela, depois de uma longa negociação entre autoridades brasileiras e venezuelanas. Os brasileiros estão autorizados a regressar para o Brasil a partir da noite de hoje (26), segundo informações do Ministério das Relações Exteriores.

No grupo, há turistas e residentes, inclusive crianças, além de motoristas de caminhões. Inicialmente, surgiu a informação que apenas aqueles com problemas de saúde estariam autorizadas a retornar para o território brasileiro.

A fronteira do Brasil com a Venezuela está fechada desde o último dia 22, quando o presidente venezuelano, Nicolás Maduro, anunciou a medida. A partir daí, houve momentos de confrontos e violência na região, registrando inclusive mortos e feridos.

Pelos dados do Itamaraty, vivem na Venezuela, em diferentes cidades, cerca de 11,8 mil brasileiros. Mas nem todos têm interesse de retornar ao Brasil, pois muitos têm dupla nacionalidade e preferem ficar em território venezuelano.

O Ministério das Relações Exteriores informou que o “serviço consular segue auxiliando os brasileiros na consulta sobre interesse em deixar” a Venezuela.

O governo brasileiro mantém consulados em quatro cidades distintas venezuelanas, entre elas Santa Elena do Uairén e Caracas. Pelas informações preliminares, não há brasileiros em Caracas dispostos a retornar para o Brasil.

Fonte.: agenciabrasil.ebc.com.br


Share

Bolsonaro entrega hoje reforma da Previdência ao Congresso

Durante o dia, o presidente gravará um pronunciamento explicando a necessidade de reformar a Previdência

Depois de mais de um mês de discussões entre as áreas econômica e política do governo, a principal proposta da área econômica será apresentada hoje (20). Às 9h30, o presidente Jair Bolsonaro irá à Câmara dos Deputados, acompanhado de ministros, entregar a proposta de reforma da Previdência, que pretende instituir idades mínimas de aposentadoria para os trabalhadores do serviço público e da iniciativa privada.

Bolsonaro entregará o texto ao presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia. Na Casa, a proposta passará primeiramente pela Comissão de Constituição e Justiça (CCJ), depois irá para uma comissão especial, antes de ir a plenário. Se aprovada em dois turnos por pelo menos três quintos dos deputados (308 votos), a reforma segue para o Senado.

Durante o dia, o presidente gravará um pronunciamento explicando a necessidade de reformar a Previdência. Elaborado em conjunto pela equipe econômica e pelo gabinete presidencial, o discurso será transmitido à noite em cadeia nacional de rádio e televisão.

Veja também: Globo se manifesta após ser chamada de ‘inimiga’ por Bolsonaro

Câmara derruba decreto assinado por Mourão sobre sigilo de documentos

Bebianno diz que Carlos Bolsonaro ‘fez macumba psicológica no pai’

Explicações

O ministro da Economia, Paulo Guedes, e o secretário especial de Previdência e Trabalho, Rogério Marinho, também participarão da cerimônia de entrega do texto. Da Câmara dos Deputados, eles irão direto para o 3º Fórum de Governadores, que ocorre nesta quarta-feira. Guedes e Marinho apresentarão a proposta para os chefes estaduais. Atualmente, sete estados estão em situação de calamidade financeira em meio a orçamentos comprometidos com a folha de pagamento e com as aposentadorias dos servidores locais.

Enquanto Guedes e Marinho estiverem explicando a proposta aos governadores, técnicos da Secretaria Especial de Previdência e Trabalho detalharão todos os pontos da reforma da Previdência a jornalistas. Na semana passada, Marinho confirmou que o texto proporá a idade mínima de 65 anos para homens e 62 anos para mulheres, com calendário de transição de 12 anos.

Detalhes

Entre os detalhes a serem divulgados hoje estão as mudanças nas aposentadorias especiais de professores, policiais, bombeiros, trabalhadores rurais e profissionais que atuam em ambientes insalubres. Também serão informadas as propostas para regras como o acúmulo de pensões e de aposentadorias e possíveis mudanças nas renúncias fiscais para entidades filantrópicas.

Falta saber ainda como ficarão o fator previdenciário, usado para calcular o valor dos benefícios dos trabalhadores do setor privado com base na expectativa de vida, e o sistema de pontuação 86/96, soma dos anos de contribuição e idade, atualmente usado para definir o momento da aposentadoria para os trabalhadores do setor privado. Em relação aos servidores públicos, ainda não se sabe qual será a proposta para a regra de transição.

Também nesta quarta-feira, o governo informará como incluirá na proposta a mudança para o regime de capitalização, no qual cada trabalhador terá uma conta própria em que contribuirá para a aposentadoria. Atualmente, a Previdência dos setores público e privado é estruturada com base no sistema de repartição, onde o trabalhador na ativa e o empregador pagam os benefícios dos aposentados e pensionistas.

Para viabilizar a migração de regime, o governo tem de incluir um dispositivo na Constituição que autoriza o envio de um projeto de lei – complementar ou ordinária – para introduzir o novo modelo depois da aprovação da reforma. Será revelado ainda se o governo enviará o projeto para reformular a Previdência dos militares junto da PEC ou em outro momento.

Tramitação

O governo calcula que a reforma vai permitir uma economia de R$ 800 bilhões a R$ 1 trilhão nos próximos dez anos. Por se tratar de uma PEC, a reforma da Previdência precisa ser votada em dois turnos na Câmara e no Senado, com o apoio de no mínimo três quintos dos deputados e dos senadores em cada votação. Com informações da Agência Brasil.

Share

Gasolina recua em 24 Estados, diz ANP; valor médio cai 0,57%

Na média nacional, os preços médios caíram 0,57% na semana passada sobre a anterior, de R$ 4,197 para R$ 4,173

Ovalor médio da gasolina vendido nos postos brasileiros recuou em 24 Estados brasileiros, segundo dados da Agência Nacional de Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP), compilados pelo AE-Taxas. Houve aumento apenas no Distrito Federal, no Pará e em Sergipe.

Na média nacional, os preços médios caíram 0,57% na semana passada sobre a anterior, de R$ 4,197 para R$ 4,173.

Em São Paulo, maior consumidor do País e com mais postos pesquisados, o litro da gasolina baixou 0,20%, de R$ 3,974 para R$ 3,966, em média.

No Rio de Janeiro, o combustível caiu 0,25%, de R$ 4,712 para R$ 4,700, em média.

Em Minas Gerais houve queda no preço médio da gasolina de 0,98%, de R$ 4,512 para R$ 4,468 o litro.

Fonte: Notícias ao Minuto

Share

Eduardo Bolsonaro defende irmão e ataca Bebianno em rede social

Deputado compartilhou um post em que Bebianno é criticado e que chama de ‘jumento’ quem diz que Carlos atrapalha o pai

Eduardo Bolsonaro defende irmão e ataca Bebianno em rede social

© Cleia Viana/Câmara dos Deputados

Odeputado federal Eduardo Bolsonaro (PSL-SP) se posicionou a favor do irmão, o vereador Carlos Bolsonaro (PSC-RJ), diante da briga com o ministro da Secretaria-Geral da Presidência, Gustavo Bebianno. Em rede social, ele compartilhou um post no qual o ministro é criticado e que chama de “jumento” quem diz que Carlos atrapalha o pai.

No post, Bebianno é responsabilizado pela escolha de Luiz Philipe de Orleans e Bragança para vice-presidente e pela participação em um esquema de utilização de laranjas nas eleições de 2018.

“Se fosse qualquer outro ministro e Bolsonaro o defendesse, a mídia e membros do establishment iriam dizer que o presidente estaria passando pano pra corrupto, mas como grande parte está defendendo Bebianno, somos levados a concluir que ministro tem amigos no establishment e que o buraco é mais embaixo. E ainda tem jumento que diz que o Carlos atrapalha o pai. Vocês são idiotas ou o quê?”.Ver imagem no Twitter

Ver imagem no Twitter

Allan dos Santos@allantercalivre

Bingo5.52511:00 – 16 de fev de 20191.807 pessoas estão falando sobre issoInformações e privacidade no Twitter Ads

Bolsonaro já assinou demissão de Bebianno, dizem fontes do governo

Bebianno é o pivô da última crise envolvendo o governo do presidente Jair Bolsonaro após denúncias de supostas irregularidades na sua gestão à frente do caixa eleitoral do PSL. A situação esquento ainda mais quando Carlos Bolsonaro foi às redes sociais dizer que Bebianno mentiu ao falar que havia conversado três vezes com o presidente na última terça-feira, com o objetivo de se livras das acusações.

Share

Uma das maiores queixas do WhatsApp vai acabar

Quem está no WhatsApp sabe que uma das maiores frustrações do aplicativo é ser adicionado a um grupo de conversa no qual não quer participar. Quantas vezes foi adicionado a um grupos sem que tenham pedido sua permissão? Ainda pode sair dele mas tal ação pode criar um certo constrangimento com as outras pessoas do grupo.

Pois bem, diz o WABetaInfo que este tipo de situação e está prestes a acabar. Segundo a publicação será  enviado um pedido de permissão aos usuários antes de serem adicionados aos grupos.

Veja também: Nasa está pronta para dizer adeus ao robô Opportunity em Marte

Entre a seleção é possível continuar deixando que qualquer pessoa o adicione ou determinar que só os seus contatos o façam. Em último caso, poderá também definir que fica proibido lhe adicionar em grupos sem sua permissão.

Caso decida aplicar estas restrições, passará a receber um convite sempre que for adicionado a um grupo, o qual poderá ‘aceitar’ ou ‘rejeitar’ no espaço de 72 horas, sendo que posteriormente o convite é eliminado por inteiro.

Esta funcionalidade está atualmente em desenvolvimento e ainda não tem qualquer data de lançamento. Ainda assim, é mais que provável que o WhatsApp venha a lançá-la dada a frequência com que é pedida pelos usuários do app.

Fonte: Notícias ao Minuto

Share

Aprenda a preparar uma sopa de feijão especial para as crianças

A alimentação das crianças pode ser um verdadeiro desafio para os pais, principalmente aquelas que rejeitam alimentos saudáveis, como frutas, verduras e legumes. Nestes casos, é preciso ter mais criatividade do que nunca para tornar os alimentos atrativos e saborosos para os pequenos, e a sopa é uma boa pedida!

Esta receita de sopa de feijão é especialmente indicada para as crianças maiores de 1 ano, ainda mais neste tempo frio. O feijão é uma ótima fonte de proteínas, ferro, cálcio, fósforo, potássio, cobre, zinco e magnésio, vitaminas do complexo B, carboidratos e fibras. Possui ainda lisina, que é um aminoácido essencial para o organismo e responsável pelo crescimento ósseo durante a puberdade. A cenoura, além das vitaminas e minerais, traz o betacaroteno que é um antioxidante muito importante para o corpo.

““Um prato colorido pode chamar mais atenção dos pequenos. O sabor também é importante, então, sempre faça uma refoga com alho e cebola e temperos naturais (salsinha, cebolinha) com a base da sopa. Com certeza vai deixá-la mais gostosa”, orienta a nutricionista Maria Fernanda Kawabata, parceira do Covabra. “Cozinhar bem os legumes, deixando-os macios, é mais aceitável para os pequenos”, acrescenta a profissional.

Veja também: Por que gostamos tanto de comer chocolate?

Vale ressaltar que a Organização Mundial da Saúde (OMS) recomenda que bebês de até 6 meses sejam alimentados exclusivamente por leite materno e até um ano o leite continua como principal fonte de nutrição, sendo complementado por alimentos. A recomendação é também que o sal somente seja introduzido após 1 ano de idade e açúcar após os 2 anos. Confira a receita!

Ingredientes

– 3 xícaras de chá de feijão cozido

– 1 litro de água

– 1 xícara de chá de macarrão integral ou arroz integral

– cenoura picada em cubos

– cebolinha picada

Modo de preparo

Bater no liquidificador o feijão cozido. Colocar em uma panela o feijão e a água. Tempere a gosto. Colocar o macarrão ou arroz integral e a cenoura picada. Cozinhar por cerca de 20 minutos até cozinhar. Servir e cobrir com a cebolinha.

Share

Planalto finaliza decreto que abre caminho a documento único no país

CPF poderá ser usado em substituição aos números da carteira de trabalho, do certificado de serviço militar, da carteira de habilitação e outros

O presidente Jair Bolsonaro (PSL) assinará decreto que autoriza a utilização do CPF (Cadastro de Pessoas Físicas) como uma espécie de número geral para acesso a informações, benefícios e serviços públicos no país.

A proposta, que tem como objetivo simplificar o atendimento na estrutura federal, foi elaborada pelo Ministério da Economia e pela CGU (Controladoria-Geral da União) e passa por ajustes finais no Palácio do Planalto.

O texto elaborado pela equipe econômica do governo federal prevê que o CPF poderá ser usado em substituição aos números da carteira de trabalho, do certificado de serviço militar, da carteira de habilitação, da inscrição no cadastro único de programas sociais e do registro do Pis-Pasep.

+ Vídeo mostra incêndio após queda de helicóptero que matou Boechat em SP

+ Datena chora ao dar notícia de morte de Ricardo Boechat

A nova regra exclui, no entanto, a substituição do número do CPF pelo da carteira de habilitação e do certificado de serviço militar no caso de trâmite de processos administrativos.

A previsão é de que a iniciativa seja publicada nesta semana no Diário Oficial da União. A nova regra terá vigor imediato, mas prevê um prazo de um ano para que a administração pública esteja totalmente adaptada.

Ao longo desse período, todos os órgãos que não usam o número de CPF em seus cadastros precisarão incluir essas informações nos bancos de dados e adaptar o atendimento ao cidadão.

A mudança será automática e não exigirá solicitação do usuário do serviço para que o documento seja aceito.

O secretário de Governo Digital do Ministério da Economia, Luis Felipe Salin Monteiro, afirma que a simplificação é um passo para a futura adoção de um documento único para todos os brasileiros.

Monteiro pondera que o decreto não elimina os documentos existentes hoje. A mudança também não dispensará o uso de documentos em situações específicas previstas em lei.

O motorista, por exemplo, não poderá deixar a carteira nacional de habilitação em casa. Isso porque o Código de Trânsito prevê que ele carregue o documento enquanto dirige.

O condutor poderá, entretanto, usar o número do CPF para consultar na internet a situação de sua habilitação, como a pontuação de multas na carteira.

De acordo com o secretário, também será possível, por exemplo, que o cidadão vá a uma agência do INSS e solicite extratos usando o CPF, sem precisar lembrar os outros números de benefícios.

“Para o cidadão, vai ficar muito mais fácil. Ele vai ter que aprender um número só a vida inteira. Os outros números, o governo pode ter na base de dados, mas o cidadão não precisa saber”, disse. No caso de consultas de informações e solicitação de benefício em programas sociais, o CPF também será aceito.

Entretanto, por se tratar de uma movimentação financeira, o saque do benefício do Bolsa Família ainda exigirá o cartão usado atualmente.

Monteiro explica que essa unificação dos sistemas é parte do processo de criação da ICN (Identificação Civil Nacional).

Nela, os documentos hoje existentes serão unificados em torno do CPF, com previsão ainda de um documento único digital, que está em fase de implementação.

“O que estamos fazendo agora é unificar as bases de dados a partir do CPF. A unificação de documentos é uma segunda etapa”, afirmou.

A lei que cria o ICN foi sancionada pelo então presidente Michel Temer (MDB)em maio de 2017, com prazo de implantação em 2022. Com informações da Folhapress.

Share

Tipo de feijão rico em fibra ajuda no controle da diabetes tipo 2

Esse tipo de diabetes corresponde a 90% dos casos da doença

Os sintomas da diabetes tipo 2 incluem dores de cabeça severas e sede excessiva. Para reduzir o risco de incidência da doença, deve considerar adicionar este alimento à sua dieta.

Esse tipo de diabetes corresponde a 90% dos casos da doença. A condição se caracteriza pelo aumento perigoso e por vezes mortífero dos níveis de açúcar do sangue.

Alterar a dieta é uma das maneiras mais fáceis e rápidas de reduzir os níveis perigosos de açúcar na corrente sanguínea – mas afinal, o que deve ingerir para obter os resultados desejados?

Comer mais leguminosas e legumes pode ajudar a atenuar os sintomasassociados à diabetes tipo 2.

As dietistas Sarah Brewer e Juliette Kellow discutem o tópico no seu livro, ‘Eat Better, Live Longer: Understand What Your Body Needs to Stay Healthy’.

Verão: saiba como prevenir doenças de pele comuns nessa estação

As especialistas escrevem: “O feijão frade é entre todos os tipos de feijão a ‘estrela do mundo das leguminosas’ devido ao seu alto teor em fibra, que é importante na manutenção de um peso saudável e para quem sofre de diabetes tipo 2. Adicionalmente, esta variedade é extremamente rica em antioxidantes”.

As mesmas conclusões são reforçadas por um estudo publicado no periódico científico NCBI.

Uma pesquisa apurou que as leguminosas ajudam o corpo a regular os níveis de açúcar, tornando este alimento uma ótima opção para quem sofre com diabetes do tipo 2.

Os participantes envolvidos no estudo consumiram que 200 gramas diárias de leguminosas registraram níveis de insulina mais equilibrados.

Uma equipe de cientistas da Universidade de Toronto, no Canadá, também decidiu verificar se os legumes beneficiam igualmente os pacientes que sofrem com diabetes tipo 2.

Nessa pesquisa, dividiram 121 voluntários em dois grupos distintos – um que foi instruído para comer legumes e outro alimentos integrais.

Cerveja antes do vinho? Como a ordem das bebidas afeta a ressaca

Os dados apurados, e publicados no periódico Scientific Journal Archives of Internal Medicine, revelaram que se deu uma redução dos valores de açúcar presentes no sangue (hemoglobina A1c) em ambos os grupos.

Apesar disso, conseguirem verificar que o grupo que havia sido instruído a ingerir legumes diariamente alcançou os melhores resultados.

Não hesite em consultar um médico se achar que poderá estar a sofrer de diabetes tipo 2.

Fonte: Notícias ao Minuto

Share

FAB abre investigação sobre acidente que matou Boechat

Força Aérea Brasileira informou que abriu uma investigação para apurar as causas da queda do helicóptero que causou a morte do jornalista Ricardo Boechat, além do piloto, nesta segundafeira (11). 

Através de um comunicado oficial, o Centro de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos (CENIPA) explicou que uma perícia foi enviada ao local do acidente e que, além disso, já foi realizada a coleta de depoimentos. 

Helicóptero de Boechat teria tentado pousar, diz testemunha

Premiado, Boechat trabalhou nos principais veículos do país

Veja a nota na íntegra: 

“Investigadores do Quarto Serviço Regional de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos (SERIPA IV), órgão regional do Centro de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos (CENIPA), realizam a Ação Inicial da ocorrência envolvendo a aeronave de matrícula PT-HPG, que aconteceu nesta segunda-feira (11/02), em São Paulo (SP).

A Ação Inicial é o começo do processo de investigação e possui o objetivo de coletar dados: fotografar cenas, retirar partes da aeronave para análise, reunir documentos e ouvir relatos de pessoas que possam ter observado a sequência de eventos.

A investigação realizada pelo CENIPA tem o objetivo de prevenir que novos acidentes com as mesmas características ocorram.”

Fonte: Notícias ao Minuto

Share

Luís Eduardo Magalhães: Prefeitura autua Embasa por lançar água de esgoto em rio

 Luís Eduardo Magalhães: Prefeitura autua Embasa por lançar água de esgoto em rio

Foto: Reprodução/ TV Oeste

A Empresa Baiana de Águas e Saneamento (Embasa) foi autuada nesta segunda-feira (4), por lançar água de esgoto no Rio das Pedras, em Luís Eduardo Magalhães, no oeste do estado.

Segundo o G1, a Prefeitura de Luís Eduardo Magalhães informou que a água suja deveria seguir para a estação de tratamento da cidade, mas o equipamento responsável pelo deslocamento estava quebrado desde o domingo (3). Com isso, o esgoto dos bairros Floráis Léa, Santa Cruz e Jardim Paraíso passaram a ser jogados diretamente no rio.

Em nota, a Embasa explicou que os técnicos reestabeleceram o funcionamento da elevatória danificada na noite desta segunda (4). Conforme as informações da empresa, as bombas tiveram a função comprometida devido a grande quantidade de lixo presente na rede coletora de esgoto por conta de uma abertura indevida para escoar água da chuva.

Embasa reestabeleceu o funcionamento na noite desta segunda-feira (4) | Foto: Divulgação

A Embasa também relatou que está tomando medidas para reduzir a vazão da água suja e a conduziu para outro trecho da rede de esgoto.

Ainda de acordo com o G1, a Embasa já foi autuada cinco vezes por extravasamento de esgoto no município. Na última, a empresa recebeu uma multa de R$ 400 mil.

Share

Conheça o aplicativo que se tornou uma ameaça ao Instagram

O TikTok bateu a marca de um bilhão de downloads e está fazendo sucesso na Ásia e nos Estados Unidos

Oaplicativo TikTok atingiu a impressionante marca de um bilhão de downloads, segundo dados da Google Play (Android) e da App Store (iOS), levantados pela empresa de análise de mercado mobile Sensor Tower.

De acordo com o site “TechTudo”, só no ano passado o TikTok teve 663 milhões de downloads, superando o Instagram no mesmo período, que registrou 444 milhões de novas instalações. O app é bastante popular na Ásia, mais especificamente em países como China e Índia. No entanto, o software já figura o topo das listas de aplicativos mais baixados nos Estados Unidos.

Leilão do 5G deve ser feito até março de 2020, diz presidente da Anatel

O QUE É

Se você ainda não sabe do que se trata o TikTok, a gente explica. É uma plataforma que permite gravar e publicar vídeos de até 15 segundos, com destaque para o humor. Também é possível fazer dublagens. O app funciona como rede social, permitindo interação entre os usuários, o que o coloca como concorrente do Instagram Stories e do Snapchat.

A plataforma foi desenvolvida pela empresa chinesa ByteDance.

Fonte: Notícias ao Minuto

Share

Bolsonaro diz a Bebianno que ele está fora do governo

Saída do ministro será formalizada na segunda-feira (18), com publicação no Diário Oficial, afirmam aliados

Chamado publicamente de mentiroso pelo presidente Jair Bolsonaro, o ministro-chefe da Secretaria-Geral, Gustavo Bebianno, não conseguiu se garantir no cargo após negociações que envolveram ministros palacianos nesta sexta-feira (15).

Após se reunir com Bebianno, Bolsonaro avisou a aliados que ele será demitido -e que a saída do ministro poderá ser formalizada na segunda-feira (18).

Bebianno tornou-se o centro de uma crise instalada no Palácio do Planalto após a Folha de S.Paulo revelar um esquema candidaturas laranjas do PSL, presidido pelo ministro entre janeiro e outubro de 2018.

Embora tentasse um encontro pessoalmente com o presidente desde quarta-feira (13), Bebianno só foi recebido no fim da tarde, após ministros e aliados entrarem no circuito.

A conversa entre Bolsonaro e Bebianno teria sido ríspida, e o presidente chegou a deixar um ato de exoneração assinado. A gota d’água, segundo integrantes do Planalto, foi o vazamento de diálogos privados, exclusivos da Presidência, entre Bolsonaro e Bebianno ao site O Antagonista e à revista Veja.

Nesta semana, o presidente chegou a endossar os ataques feitos pelo seu filho, o vereador carioca Carlos Bolsonaro (PSC), em que Bebianno foi chamado de mentiroso nas redes sociais por declarar ter conversado por três vezes com Bolsonaro em meio à crise das candidaturas laranjas. 

Fatos são graves, diz promotor sobre caso de laranjas do PSL em Minas

+ Cirurgia de Bolsonaro exigirá pagamento inédito por hospital militar

Bolsonaro anuncia que dará início à ‘Lava Jato da Educação’

Outra declaração que comprometeu a relação entre ambos foi a entrevista à TV Record em que Bolsonaro afirmou que, se for responsabilizado pelo caso dos laranjas do PSL, Bebianno precisará retornar às suas “origens”, ou seja, deixar o governo.

As negociações para evitar uma queda de Bebianno na sexta-feira começaram logo cedo no Palácio da Alvorada, onde Bolsonaro ainda se recupera de uma cirurgia.

Às 9h, foram à residência oficial os ministros Onyx Lorenzoni (Casa Civil) e Carlos Alberto dos Santos Cruz (Secretaria de Governo), junto com a deputada federal Joice Hasselman (PSL-SP). Os três saíram dali com uma proposta em mãos: propor a Bebianno um acordo para que ele seguisse no cargo.

O grupo disse a Bolsonaro que a demissão de um de seus auxiliares dessa forma –em crise exposta nas redes sociais– fragilizaria a imagem sobre a confiabilidade do presidente e do governo perante o Congresso e a opinião pública. Foi ponderado que isso poderia colocar em risco uma das prioridades de sua gestão: a aprovação da reforma da Previdência, que será apresentada na semana que vem.

Após o aval de Bolsonaro, os três se reuniram com o chefe da Secretaria-Geral às 11h30, na Casa Civil, em encontro que não estava previsto na agenda. Onyx levou ao colega a proposta de que precisava manter discrição e silêncio para seguir como ministro.

Bebianno assentiu e depois deixou o Palácio do Planalto por uma porta lateral, usada por visitantes e raramente frequentada por autoridades. Ao ser abordado pela TV Globo, respondeu que não sabia se ficaria no cargo.

Bolsonaro foi aconselhado por auxiliares a demonstrar que estava reassumindo as rédeas do governo e, contrariando recomendações médicas, apareceu de surpresa no Planalto no início da tarde.

Ele chamou então 11 de seus 22 ministros, numa conversa em que pediu que sua equipe evitasse falar em crise e transmitisse à população e à imprensa um ar de normalidade.

Bebianno ficou de fora do encontro, mas foi recebido na sequência, em uma agenda na qual estavam, além dele e de Bolsonaro, o vice-presidente, Hamilton Mourão, Onyx e o chefe do GSI, general Augusto Heleno.

Aliados de Bolsonaro também querem que o filho Carlos reduza o tom de postagens nas redes sociais que possam comprometer o governo.

Desde quarta, ele tem publicado apenas mensagens de ações governamentais e, inclusive, um elogio a Mourão, a quem já dirigiu diversas críticas recentemente.

A avaliação é de que Carlos, que tem um temperamento considerado difícil, pode até, temporariamente, reduzir o tom das críticas a integrantes do governo nas redes sociais, mas que é impossível afastá-lo definitivamente.

O presidente chegou a ser aconselhado a manter Bebianno “no banco de reserva”, tornando-o um auxiliar de “segunda classe”. A ideia era de que ele fosse submetido a um processo de esvaziamento, excluindo-o de reuniões, agendas, viagens e eventos para não “contaminar o governo” até que a Polícia Federal chegue a uma conclusão sobre as candidaturas laranjas.

A postura de Carlos foi considerada inadmissível pela cúpula militar do governo. O maior crítico foi o ministro do GSI, que defendeu em conversas reservadas o afastamento do filho das redes sociais do presidente.

O diagnóstico é de que o presidente se colocou em uma situação delicada diante da crise ao ter compartilhado a manifestação do filho. Segundo relatos, o presidente não esperava que Bebianno fosse insistir tanto em seguir no posto.

Se a saída do ministro for confirmada, o governo avaliava duas possibilidades: entregá-la a um parlamentar do PSL, tentando reduzir o dano com o episódio, ou extingui-la, passando as atribuições para a Casa Civil ou Secretaria de Governo.

A crise foi agudizada na quarta, quando Bolsonaro ainda estava em um quarto do hospital Albert Einstein, em São Paulo, e ficou irritado ao ler uma declaração de Bebianno de que eles haviam conversado três vezes no dia anterior, quando as reportagens da Folha de S.Paulo foram publicadas.

Ele viu na fala de seu auxiliar uma tentativa de “se pendurar” no contato com o mandatário para escapar da responsabilidade de candidaturas laranjas do PSL.

Na sala estavam apenas Bolsonaro e o filho Carlos, o mais próximo do pai e que é desafeto de Bebianno.

Responsável por criar a estratégia de comunicação por meio das redes sociais do pai, Carlos foi ao Twitter contestar a declaração do ministro dizendo ter permanecido as últimas 24 horas ao lado do presidente e que a fala era uma “mentira absoluta”. Na sequência, um áudio de Bolsonaro foi publicado na conta do Twitter do filho e mais tarde replicado por seu perfil. Com informações Folhapress.

Share

Caixa deve devolver R$ 34 mil a cliente por movimentações fraudulentas

A1.ª Vara Federal de Americana, cidade do interior de São Paulo, julgou procedente pedido de indenização de um cliente da Caixa, que teve várias movimentações fraudulentas em sua conta poupança ao longo de um ano e meio.

A Caixa deverá devolver ao autor da ação cerca de R$ 34 mil, o total de saques e débitos indevidos, atualizados com juros e correção monetária próprios da conta poupança. O pedido de danos morais foi indeferido pelo juiz federal Phelipe Vicente de Paula Cardoso.

O cliente alegou que as movimentações, em forma de compras a débito e saques, ocorreram entre 2014 e 2016, mas que só tomou conhecimento em 2017, quando procurou o banco e não obteve sucesso na solução do problema.

Nos autos, em sua defesa, a Caixa alegou que “não houve constatação de fraude nas operações” e que não haveria pressuposto para a sua responsabilidade civil. Mas o autor da ação solicitou a inversão do ônus da prova, para que o banco ficasse responsável por provar as alegações feitas, pedido que foi concedido pelo juiz.

Na decisão, o magistrado enfatizou que a inversão do ônus da prova deu à Caixa a possibilidade de demonstrar a regularidade das operações, “mas isso não foi feito”.

“Seria possível, por exemplo, trazer para os autos um processo administrativo relativo à apuração de irregularidades alegadas ou apresentar datas em que eventualmente houve emissão de extratos, visto que o autor informou que não acompanhava a movimentação da conta”, explicou.

Na decisão, o juiz afirmou que “as alegações genéricas de que as operações de débitos e saques são realizadas apenas mediante uso de cartão e senha pessoais não descaracterizam as irregularidades das operações, por ser notoriamente possível ocorrência de fraudes ainda que utilizados os mecanismos de segurança habituais”.

Defesa

Nos autos, em sua defesa, a Caixa alegou que “não houve constatação de fraude nas operações” e que não haveria pressuposto para a sua responsabilidade civil. “A Caixa foi intimada da sentença no dia 31 de janeiro e está analisando o caso para adoção das medidas pertinentes”, informou a assessoria do banco em nota. Com informações do Estadão Conteúdo. 

Leia também: STF julga nesta semana ação para criminalizar homofobia

Share
https://www.themesfreedownload.top/