segunda-feira , fevereiro 18 2019

Eduardo Bolsonaro defende irmão e ataca Bebianno em rede social

Deputado compartilhou um post em que Bebianno é criticado e que chama de ‘jumento’ quem diz que Carlos atrapalha o pai

Eduardo Bolsonaro defende irmão e ataca Bebianno em rede social

© Cleia Viana/Câmara dos Deputados

Odeputado federal Eduardo Bolsonaro (PSL-SP) se posicionou a favor do irmão, o vereador Carlos Bolsonaro (PSC-RJ), diante da briga com o ministro da Secretaria-Geral da Presidência, Gustavo Bebianno. Em rede social, ele compartilhou um post no qual o ministro é criticado e que chama de “jumento” quem diz que Carlos atrapalha o pai.

No post, Bebianno é responsabilizado pela escolha de Luiz Philipe de Orleans e Bragança para vice-presidente e pela participação em um esquema de utilização de laranjas nas eleições de 2018.

“Se fosse qualquer outro ministro e Bolsonaro o defendesse, a mídia e membros do establishment iriam dizer que o presidente estaria passando pano pra corrupto, mas como grande parte está defendendo Bebianno, somos levados a concluir que ministro tem amigos no establishment e que o buraco é mais embaixo. E ainda tem jumento que diz que o Carlos atrapalha o pai. Vocês são idiotas ou o quê?”.Ver imagem no Twitter

Ver imagem no Twitter

Allan dos Santos@allantercalivre

Bingo5.52511:00 – 16 de fev de 20191.807 pessoas estão falando sobre issoInformações e privacidade no Twitter Ads

Bolsonaro já assinou demissão de Bebianno, dizem fontes do governo

Bebianno é o pivô da última crise envolvendo o governo do presidente Jair Bolsonaro após denúncias de supostas irregularidades na sua gestão à frente do caixa eleitoral do PSL. A situação esquento ainda mais quando Carlos Bolsonaro foi às redes sociais dizer que Bebianno mentiu ao falar que havia conversado três vezes com o presidente na última terça-feira, com o objetivo de se livras das acusações.

Share

Uma das maiores queixas do WhatsApp vai acabar

Quem está no WhatsApp sabe que uma das maiores frustrações do aplicativo é ser adicionado a um grupo de conversa no qual não quer participar. Quantas vezes foi adicionado a um grupos sem que tenham pedido sua permissão? Ainda pode sair dele mas tal ação pode criar um certo constrangimento com as outras pessoas do grupo.

Pois bem, diz o WABetaInfo que este tipo de situação e está prestes a acabar. Segundo a publicação será  enviado um pedido de permissão aos usuários antes de serem adicionados aos grupos.

Veja também: Nasa está pronta para dizer adeus ao robô Opportunity em Marte

Entre a seleção é possível continuar deixando que qualquer pessoa o adicione ou determinar que só os seus contatos o façam. Em último caso, poderá também definir que fica proibido lhe adicionar em grupos sem sua permissão.

Caso decida aplicar estas restrições, passará a receber um convite sempre que for adicionado a um grupo, o qual poderá ‘aceitar’ ou ‘rejeitar’ no espaço de 72 horas, sendo que posteriormente o convite é eliminado por inteiro.

Esta funcionalidade está atualmente em desenvolvimento e ainda não tem qualquer data de lançamento. Ainda assim, é mais que provável que o WhatsApp venha a lançá-la dada a frequência com que é pedida pelos usuários do app.

Fonte: Notícias ao Minuto

Share

Aprenda a preparar uma sopa de feijão especial para as crianças

A alimentação das crianças pode ser um verdadeiro desafio para os pais, principalmente aquelas que rejeitam alimentos saudáveis, como frutas, verduras e legumes. Nestes casos, é preciso ter mais criatividade do que nunca para tornar os alimentos atrativos e saborosos para os pequenos, e a sopa é uma boa pedida!

Esta receita de sopa de feijão é especialmente indicada para as crianças maiores de 1 ano, ainda mais neste tempo frio. O feijão é uma ótima fonte de proteínas, ferro, cálcio, fósforo, potássio, cobre, zinco e magnésio, vitaminas do complexo B, carboidratos e fibras. Possui ainda lisina, que é um aminoácido essencial para o organismo e responsável pelo crescimento ósseo durante a puberdade. A cenoura, além das vitaminas e minerais, traz o betacaroteno que é um antioxidante muito importante para o corpo.

““Um prato colorido pode chamar mais atenção dos pequenos. O sabor também é importante, então, sempre faça uma refoga com alho e cebola e temperos naturais (salsinha, cebolinha) com a base da sopa. Com certeza vai deixá-la mais gostosa”, orienta a nutricionista Maria Fernanda Kawabata, parceira do Covabra. “Cozinhar bem os legumes, deixando-os macios, é mais aceitável para os pequenos”, acrescenta a profissional.

Veja também: Por que gostamos tanto de comer chocolate?

Vale ressaltar que a Organização Mundial da Saúde (OMS) recomenda que bebês de até 6 meses sejam alimentados exclusivamente por leite materno e até um ano o leite continua como principal fonte de nutrição, sendo complementado por alimentos. A recomendação é também que o sal somente seja introduzido após 1 ano de idade e açúcar após os 2 anos. Confira a receita!

Ingredientes

– 3 xícaras de chá de feijão cozido

– 1 litro de água

– 1 xícara de chá de macarrão integral ou arroz integral

– cenoura picada em cubos

– cebolinha picada

Modo de preparo

Bater no liquidificador o feijão cozido. Colocar em uma panela o feijão e a água. Tempere a gosto. Colocar o macarrão ou arroz integral e a cenoura picada. Cozinhar por cerca de 20 minutos até cozinhar. Servir e cobrir com a cebolinha.

Share

Planalto finaliza decreto que abre caminho a documento único no país

CPF poderá ser usado em substituição aos números da carteira de trabalho, do certificado de serviço militar, da carteira de habilitação e outros

O presidente Jair Bolsonaro (PSL) assinará decreto que autoriza a utilização do CPF (Cadastro de Pessoas Físicas) como uma espécie de número geral para acesso a informações, benefícios e serviços públicos no país.

A proposta, que tem como objetivo simplificar o atendimento na estrutura federal, foi elaborada pelo Ministério da Economia e pela CGU (Controladoria-Geral da União) e passa por ajustes finais no Palácio do Planalto.

O texto elaborado pela equipe econômica do governo federal prevê que o CPF poderá ser usado em substituição aos números da carteira de trabalho, do certificado de serviço militar, da carteira de habilitação, da inscrição no cadastro único de programas sociais e do registro do Pis-Pasep.

+ Vídeo mostra incêndio após queda de helicóptero que matou Boechat em SP

+ Datena chora ao dar notícia de morte de Ricardo Boechat

A nova regra exclui, no entanto, a substituição do número do CPF pelo da carteira de habilitação e do certificado de serviço militar no caso de trâmite de processos administrativos.

A previsão é de que a iniciativa seja publicada nesta semana no Diário Oficial da União. A nova regra terá vigor imediato, mas prevê um prazo de um ano para que a administração pública esteja totalmente adaptada.

Ao longo desse período, todos os órgãos que não usam o número de CPF em seus cadastros precisarão incluir essas informações nos bancos de dados e adaptar o atendimento ao cidadão.

A mudança será automática e não exigirá solicitação do usuário do serviço para que o documento seja aceito.

O secretário de Governo Digital do Ministério da Economia, Luis Felipe Salin Monteiro, afirma que a simplificação é um passo para a futura adoção de um documento único para todos os brasileiros.

Monteiro pondera que o decreto não elimina os documentos existentes hoje. A mudança também não dispensará o uso de documentos em situações específicas previstas em lei.

O motorista, por exemplo, não poderá deixar a carteira nacional de habilitação em casa. Isso porque o Código de Trânsito prevê que ele carregue o documento enquanto dirige.

O condutor poderá, entretanto, usar o número do CPF para consultar na internet a situação de sua habilitação, como a pontuação de multas na carteira.

De acordo com o secretário, também será possível, por exemplo, que o cidadão vá a uma agência do INSS e solicite extratos usando o CPF, sem precisar lembrar os outros números de benefícios.

“Para o cidadão, vai ficar muito mais fácil. Ele vai ter que aprender um número só a vida inteira. Os outros números, o governo pode ter na base de dados, mas o cidadão não precisa saber”, disse. No caso de consultas de informações e solicitação de benefício em programas sociais, o CPF também será aceito.

Entretanto, por se tratar de uma movimentação financeira, o saque do benefício do Bolsa Família ainda exigirá o cartão usado atualmente.

Monteiro explica que essa unificação dos sistemas é parte do processo de criação da ICN (Identificação Civil Nacional).

Nela, os documentos hoje existentes serão unificados em torno do CPF, com previsão ainda de um documento único digital, que está em fase de implementação.

“O que estamos fazendo agora é unificar as bases de dados a partir do CPF. A unificação de documentos é uma segunda etapa”, afirmou.

A lei que cria o ICN foi sancionada pelo então presidente Michel Temer (MDB)em maio de 2017, com prazo de implantação em 2022. Com informações da Folhapress.

Share

Tipo de feijão rico em fibra ajuda no controle da diabetes tipo 2

Esse tipo de diabetes corresponde a 90% dos casos da doença

Os sintomas da diabetes tipo 2 incluem dores de cabeça severas e sede excessiva. Para reduzir o risco de incidência da doença, deve considerar adicionar este alimento à sua dieta.

Esse tipo de diabetes corresponde a 90% dos casos da doença. A condição se caracteriza pelo aumento perigoso e por vezes mortífero dos níveis de açúcar do sangue.

Alterar a dieta é uma das maneiras mais fáceis e rápidas de reduzir os níveis perigosos de açúcar na corrente sanguínea – mas afinal, o que deve ingerir para obter os resultados desejados?

Comer mais leguminosas e legumes pode ajudar a atenuar os sintomasassociados à diabetes tipo 2.

As dietistas Sarah Brewer e Juliette Kellow discutem o tópico no seu livro, ‘Eat Better, Live Longer: Understand What Your Body Needs to Stay Healthy’.

Verão: saiba como prevenir doenças de pele comuns nessa estação

As especialistas escrevem: “O feijão frade é entre todos os tipos de feijão a ‘estrela do mundo das leguminosas’ devido ao seu alto teor em fibra, que é importante na manutenção de um peso saudável e para quem sofre de diabetes tipo 2. Adicionalmente, esta variedade é extremamente rica em antioxidantes”.

As mesmas conclusões são reforçadas por um estudo publicado no periódico científico NCBI.

Uma pesquisa apurou que as leguminosas ajudam o corpo a regular os níveis de açúcar, tornando este alimento uma ótima opção para quem sofre com diabetes do tipo 2.

Os participantes envolvidos no estudo consumiram que 200 gramas diárias de leguminosas registraram níveis de insulina mais equilibrados.

Uma equipe de cientistas da Universidade de Toronto, no Canadá, também decidiu verificar se os legumes beneficiam igualmente os pacientes que sofrem com diabetes tipo 2.

Nessa pesquisa, dividiram 121 voluntários em dois grupos distintos – um que foi instruído para comer legumes e outro alimentos integrais.

Cerveja antes do vinho? Como a ordem das bebidas afeta a ressaca

Os dados apurados, e publicados no periódico Scientific Journal Archives of Internal Medicine, revelaram que se deu uma redução dos valores de açúcar presentes no sangue (hemoglobina A1c) em ambos os grupos.

Apesar disso, conseguirem verificar que o grupo que havia sido instruído a ingerir legumes diariamente alcançou os melhores resultados.

Não hesite em consultar um médico se achar que poderá estar a sofrer de diabetes tipo 2.

Fonte: Notícias ao Minuto

Share

FAB abre investigação sobre acidente que matou Boechat

Força Aérea Brasileira informou que abriu uma investigação para apurar as causas da queda do helicóptero que causou a morte do jornalista Ricardo Boechat, além do piloto, nesta segundafeira (11). 

Através de um comunicado oficial, o Centro de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos (CENIPA) explicou que uma perícia foi enviada ao local do acidente e que, além disso, já foi realizada a coleta de depoimentos. 

Helicóptero de Boechat teria tentado pousar, diz testemunha

Premiado, Boechat trabalhou nos principais veículos do país

Veja a nota na íntegra: 

“Investigadores do Quarto Serviço Regional de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos (SERIPA IV), órgão regional do Centro de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos (CENIPA), realizam a Ação Inicial da ocorrência envolvendo a aeronave de matrícula PT-HPG, que aconteceu nesta segunda-feira (11/02), em São Paulo (SP).

A Ação Inicial é o começo do processo de investigação e possui o objetivo de coletar dados: fotografar cenas, retirar partes da aeronave para análise, reunir documentos e ouvir relatos de pessoas que possam ter observado a sequência de eventos.

A investigação realizada pelo CENIPA tem o objetivo de prevenir que novos acidentes com as mesmas características ocorram.”

Fonte: Notícias ao Minuto

Share

Luís Eduardo Magalhães: Prefeitura autua Embasa por lançar água de esgoto em rio

 Luís Eduardo Magalhães: Prefeitura autua Embasa por lançar água de esgoto em rio

Foto: Reprodução/ TV Oeste

A Empresa Baiana de Águas e Saneamento (Embasa) foi autuada nesta segunda-feira (4), por lançar água de esgoto no Rio das Pedras, em Luís Eduardo Magalhães, no oeste do estado.

Segundo o G1, a Prefeitura de Luís Eduardo Magalhães informou que a água suja deveria seguir para a estação de tratamento da cidade, mas o equipamento responsável pelo deslocamento estava quebrado desde o domingo (3). Com isso, o esgoto dos bairros Floráis Léa, Santa Cruz e Jardim Paraíso passaram a ser jogados diretamente no rio.

Em nota, a Embasa explicou que os técnicos reestabeleceram o funcionamento da elevatória danificada na noite desta segunda (4). Conforme as informações da empresa, as bombas tiveram a função comprometida devido a grande quantidade de lixo presente na rede coletora de esgoto por conta de uma abertura indevida para escoar água da chuva.

Embasa reestabeleceu o funcionamento na noite desta segunda-feira (4) | Foto: Divulgação

A Embasa também relatou que está tomando medidas para reduzir a vazão da água suja e a conduziu para outro trecho da rede de esgoto.

Ainda de acordo com o G1, a Embasa já foi autuada cinco vezes por extravasamento de esgoto no município. Na última, a empresa recebeu uma multa de R$ 400 mil.

Share

Bolsonaro diz a Bebianno que ele está fora do governo

Saída do ministro será formalizada na segunda-feira (18), com publicação no Diário Oficial, afirmam aliados

Chamado publicamente de mentiroso pelo presidente Jair Bolsonaro, o ministro-chefe da Secretaria-Geral, Gustavo Bebianno, não conseguiu se garantir no cargo após negociações que envolveram ministros palacianos nesta sexta-feira (15).

Após se reunir com Bebianno, Bolsonaro avisou a aliados que ele será demitido -e que a saída do ministro poderá ser formalizada na segunda-feira (18).

Bebianno tornou-se o centro de uma crise instalada no Palácio do Planalto após a Folha de S.Paulo revelar um esquema candidaturas laranjas do PSL, presidido pelo ministro entre janeiro e outubro de 2018.

Embora tentasse um encontro pessoalmente com o presidente desde quarta-feira (13), Bebianno só foi recebido no fim da tarde, após ministros e aliados entrarem no circuito.

A conversa entre Bolsonaro e Bebianno teria sido ríspida, e o presidente chegou a deixar um ato de exoneração assinado. A gota d’água, segundo integrantes do Planalto, foi o vazamento de diálogos privados, exclusivos da Presidência, entre Bolsonaro e Bebianno ao site O Antagonista e à revista Veja.

Nesta semana, o presidente chegou a endossar os ataques feitos pelo seu filho, o vereador carioca Carlos Bolsonaro (PSC), em que Bebianno foi chamado de mentiroso nas redes sociais por declarar ter conversado por três vezes com Bolsonaro em meio à crise das candidaturas laranjas. 

Fatos são graves, diz promotor sobre caso de laranjas do PSL em Minas

+ Cirurgia de Bolsonaro exigirá pagamento inédito por hospital militar

Bolsonaro anuncia que dará início à ‘Lava Jato da Educação’

Outra declaração que comprometeu a relação entre ambos foi a entrevista à TV Record em que Bolsonaro afirmou que, se for responsabilizado pelo caso dos laranjas do PSL, Bebianno precisará retornar às suas “origens”, ou seja, deixar o governo.

As negociações para evitar uma queda de Bebianno na sexta-feira começaram logo cedo no Palácio da Alvorada, onde Bolsonaro ainda se recupera de uma cirurgia.

Às 9h, foram à residência oficial os ministros Onyx Lorenzoni (Casa Civil) e Carlos Alberto dos Santos Cruz (Secretaria de Governo), junto com a deputada federal Joice Hasselman (PSL-SP). Os três saíram dali com uma proposta em mãos: propor a Bebianno um acordo para que ele seguisse no cargo.

O grupo disse a Bolsonaro que a demissão de um de seus auxiliares dessa forma –em crise exposta nas redes sociais– fragilizaria a imagem sobre a confiabilidade do presidente e do governo perante o Congresso e a opinião pública. Foi ponderado que isso poderia colocar em risco uma das prioridades de sua gestão: a aprovação da reforma da Previdência, que será apresentada na semana que vem.

Após o aval de Bolsonaro, os três se reuniram com o chefe da Secretaria-Geral às 11h30, na Casa Civil, em encontro que não estava previsto na agenda. Onyx levou ao colega a proposta de que precisava manter discrição e silêncio para seguir como ministro.

Bebianno assentiu e depois deixou o Palácio do Planalto por uma porta lateral, usada por visitantes e raramente frequentada por autoridades. Ao ser abordado pela TV Globo, respondeu que não sabia se ficaria no cargo.

Bolsonaro foi aconselhado por auxiliares a demonstrar que estava reassumindo as rédeas do governo e, contrariando recomendações médicas, apareceu de surpresa no Planalto no início da tarde.

Ele chamou então 11 de seus 22 ministros, numa conversa em que pediu que sua equipe evitasse falar em crise e transmitisse à população e à imprensa um ar de normalidade.

Bebianno ficou de fora do encontro, mas foi recebido na sequência, em uma agenda na qual estavam, além dele e de Bolsonaro, o vice-presidente, Hamilton Mourão, Onyx e o chefe do GSI, general Augusto Heleno.

Aliados de Bolsonaro também querem que o filho Carlos reduza o tom de postagens nas redes sociais que possam comprometer o governo.

Desde quarta, ele tem publicado apenas mensagens de ações governamentais e, inclusive, um elogio a Mourão, a quem já dirigiu diversas críticas recentemente.

A avaliação é de que Carlos, que tem um temperamento considerado difícil, pode até, temporariamente, reduzir o tom das críticas a integrantes do governo nas redes sociais, mas que é impossível afastá-lo definitivamente.

O presidente chegou a ser aconselhado a manter Bebianno “no banco de reserva”, tornando-o um auxiliar de “segunda classe”. A ideia era de que ele fosse submetido a um processo de esvaziamento, excluindo-o de reuniões, agendas, viagens e eventos para não “contaminar o governo” até que a Polícia Federal chegue a uma conclusão sobre as candidaturas laranjas.

A postura de Carlos foi considerada inadmissível pela cúpula militar do governo. O maior crítico foi o ministro do GSI, que defendeu em conversas reservadas o afastamento do filho das redes sociais do presidente.

O diagnóstico é de que o presidente se colocou em uma situação delicada diante da crise ao ter compartilhado a manifestação do filho. Segundo relatos, o presidente não esperava que Bebianno fosse insistir tanto em seguir no posto.

Se a saída do ministro for confirmada, o governo avaliava duas possibilidades: entregá-la a um parlamentar do PSL, tentando reduzir o dano com o episódio, ou extingui-la, passando as atribuições para a Casa Civil ou Secretaria de Governo.

A crise foi agudizada na quarta, quando Bolsonaro ainda estava em um quarto do hospital Albert Einstein, em São Paulo, e ficou irritado ao ler uma declaração de Bebianno de que eles haviam conversado três vezes no dia anterior, quando as reportagens da Folha de S.Paulo foram publicadas.

Ele viu na fala de seu auxiliar uma tentativa de “se pendurar” no contato com o mandatário para escapar da responsabilidade de candidaturas laranjas do PSL.

Na sala estavam apenas Bolsonaro e o filho Carlos, o mais próximo do pai e que é desafeto de Bebianno.

Responsável por criar a estratégia de comunicação por meio das redes sociais do pai, Carlos foi ao Twitter contestar a declaração do ministro dizendo ter permanecido as últimas 24 horas ao lado do presidente e que a fala era uma “mentira absoluta”. Na sequência, um áudio de Bolsonaro foi publicado na conta do Twitter do filho e mais tarde replicado por seu perfil. Com informações Folhapress.

Share

Caixa deve devolver R$ 34 mil a cliente por movimentações fraudulentas

A1.ª Vara Federal de Americana, cidade do interior de São Paulo, julgou procedente pedido de indenização de um cliente da Caixa, que teve várias movimentações fraudulentas em sua conta poupança ao longo de um ano e meio.

A Caixa deverá devolver ao autor da ação cerca de R$ 34 mil, o total de saques e débitos indevidos, atualizados com juros e correção monetária próprios da conta poupança. O pedido de danos morais foi indeferido pelo juiz federal Phelipe Vicente de Paula Cardoso.

O cliente alegou que as movimentações, em forma de compras a débito e saques, ocorreram entre 2014 e 2016, mas que só tomou conhecimento em 2017, quando procurou o banco e não obteve sucesso na solução do problema.

Nos autos, em sua defesa, a Caixa alegou que “não houve constatação de fraude nas operações” e que não haveria pressuposto para a sua responsabilidade civil. Mas o autor da ação solicitou a inversão do ônus da prova, para que o banco ficasse responsável por provar as alegações feitas, pedido que foi concedido pelo juiz.

Na decisão, o magistrado enfatizou que a inversão do ônus da prova deu à Caixa a possibilidade de demonstrar a regularidade das operações, “mas isso não foi feito”.

“Seria possível, por exemplo, trazer para os autos um processo administrativo relativo à apuração de irregularidades alegadas ou apresentar datas em que eventualmente houve emissão de extratos, visto que o autor informou que não acompanhava a movimentação da conta”, explicou.

Na decisão, o juiz afirmou que “as alegações genéricas de que as operações de débitos e saques são realizadas apenas mediante uso de cartão e senha pessoais não descaracterizam as irregularidades das operações, por ser notoriamente possível ocorrência de fraudes ainda que utilizados os mecanismos de segurança habituais”.

Defesa

Nos autos, em sua defesa, a Caixa alegou que “não houve constatação de fraude nas operações” e que não haveria pressuposto para a sua responsabilidade civil. “A Caixa foi intimada da sentença no dia 31 de janeiro e está analisando o caso para adoção das medidas pertinentes”, informou a assessoria do banco em nota. Com informações do Estadão Conteúdo. 

Leia também: STF julga nesta semana ação para criminalizar homofobia

Share

Reformas paradas à espera de Bolsonaro

O ministro da Economia, Paulo Guedes, se reuniu com o presidente do Senado, Davi Alcolumbre, nesta quinta-feira para tratar da reforma da Previdência. Durante duas horas eles discutiram a tramitação e a importância da reforma, cuja aprovação Alcolumbre classificou como imprescindível. Mas há um problema. Os pontos mais polêmicos do projeto, como idade mínima, novo regime trabalhista e tempo de transição, serão decididos pelo presidente Jair Bolsonaro, e ele está internado se recuperando de uma cirurgia de reversão de colostomia.

Para complicar o cenário, Bolsonaro foi diagnosticado com pneumonia após apresentar febre de 38º C na noite de quarta-feira. Segundo o boletim médico do Hospital Albert Einstein, em São Paulo, ele está recebendo uma dose maior de antibióticos. Não se sabe ainda se a pneumonia vai retardar ainda mais a alta do presidente e, por conseguinte, a definição da proposta de reforma da Previdência a ser enviada ao Congresso. Médicos dizem que a situação inspira cuidados.

Outro tema espinhoso que aguarda a volta de Bolsonaro é a relação com os partidos. A Casa Civil mandou suspender todas as contratações e demissões em órgãos federais nos estados após reclamações de políticos da base de apoio. Órgãos como o Incra estavam afastando apadrinhados de parlamentares e provocando descontentamento. A despolitização dos cargos, prometida pelo presidente na campanha eleitoral, bate de frente com a necessidade de aprovar as reformas. (Estadão)

Vera Magalhães: “A articulação política do governo está em compasso de espera — e esse estágio não combina com a premência de se definir o texto da reforma da Previdência e encaminhar o projeto ao Congresso. Dependem de Bolsonaro questões cruciais como a definição da idade mínima para aposentadoria, detalhes da transição e a forma de coordenar a proposta de emenda constitucional e o projeto que vai tratar dos militares. No Congresso, líderes e dirigentes das duas Casas notam que a montagem da base aliada está atrasada e, se fosse hoje, o governo teria dificuldade de aprovar a reforma.” (Estadão)

Share

SAÚDE E PREVENÇÃO: MUTIRÃO DE MAMOGRAFIAS É REALIZADO EM SÃO DESIDÉRIO

Saúde e Prevenção: mutirão de mamografias é realizado em São Desidério

Iniciou no dia 04 de fevereiro o mutirão de mamografias realizado pela Secretaria Municipal de Saúde (SESASD) em parceria com o Governo do Estado, foram disponibilizadas 1326 mamografias para seremrealizadas nos dias 04 a 13 de fevereiro para mulheres na faixa etária de 50 a 69 anos.

“Organizamos um cronograma de atendimentos para as mulheres da sede e zona rural, 140 mulheres foram agendadas diariamente nesse período através das Unidades de Saúde nos turnos da manhã e tarde, é importante ressaltar que dia 05/02 é o dia da mamografia que é um exame de extrema importância para o diagnóstico precoce do câncer de mama”, explica a coordenadora da Atenção Básica, Tatiane Rodrigues.

“Todas as mulheres devem ter consciência de que o câncer de mama é o maior responsável por mortes de mulheres no mundo e, por isso, quanto mais cedo o tumor for descoberto, maiores são as chances de cura”, enfatizou o secretário de Saúde, José Barbosa.

Além da realização do exame, a SESASD organiza palestras de orientação sobre o autoexame das mamas e sobre a importância de realizar a mamografia regularmente. “A gente recebe muitas informações e sai daqui com mais conhecimento até para ajudar outras pessoas da família, eu fico muito satisfeita porque estou recebendo o exame gratuitamente com muita atenção dos profissionais”, revela a dona de casa, Malvina Ferreira Silva.

Texto e fotos: Ascom SD

Share

Professores de Luís Eduardo Magalhães e Angical, no oeste da BA, paralisam atividades e início do ano letivo é adiado

Aulas começariam nesta quarta-feira (6), mas foram transferidas para a próxima segunda (11). Categoria tem reivindicações diferentes nas duas cidades.

Início do ano letivo é marcado por paralisação de professores em Luís Eduardo Magalhães
Os professores da rede municipal das cidades de Luís Eduardo Magalhães e Angical, no oeste da Bahia, paralisaram as atividades nesta quarta-feira (6), dia em que seria iniciado o ano letivo nos municípios. Com isso, o começo das aulas foi adiado para a próxima segunda-feira (11).
Luís Eduardo Magalhães

Professores de Luís Eduardo Magalhães fazem paralisação — Foto: Reprodução/TV Oeste
Em Luís Eduardo Magalhães, as aulas foram suspensas antes mesmo da paralisação, na terça-feira (5). Em nota divulgada por volta das 17h, a Secretaria de Educação informou que as aulas seriam transferidas para a próxima semana, mas não explicou os motivos. No comunicado, a pasta disse ainda que o adiamento não vai comprometer o calendário escolar de 2019.
De acordo com o sindicato dos professores da cidade, a paralisação foi motivada pelo aumento da hora/aula para 60 minutos, aumento do número de alunos nas creches e escolas, falta de planejamento e falta de profissionais de apoio, como merendeiras, porteiros e zeladores.
Durante a manhã, os professores fizeram uma manifestação em frente ao gabinete da prefeitura. Com placas, cartazes e faixas, a categoria pediu melhorias na rede municipal de ensino, que tem 20 mil estudantes.
Após a paralisação, a reportagem questionou o porquê do adiamento das aulas, anunciado na terça-feira, e, também em nota, a Secretaria de Educação informou que a transferência do início do ano letivo para a próxima semana foi necessária para deixar tudo pronto para receber os alunos.
A reportagem perguntou também sobre a paralisação dos professores, mas não houve resposta sobre o caso.
Angical

Professores e trabalhadores da educação fazem paralisação em Angical, no oeste do estado
Em Angical, segundo o Sindicato dos Servidores Públicos Municipais, os professores reivindicam a estabilidade no local de trabalho, regularização das quarenta horas dos professores, e reajuste salarial.
A cidade tem mais de 200 professores e 100 profissionais como merendeiras e auxiliares de serviço. Todos suspenderam as atividades nesta quarta-feira. O grupo fez uma caminhada pelas ruas da cidade.
No município, a paralisação é de três dias, indo até a sexta-feira (8). Por conta disso, o início das aulas foi adiado para a próxima semana.
A reportagem procurou a Secretaria de Educação de Angical, para ter um posicionamento sobre o caso, mas não obteve resposta até a publicação desta reportagem.

Professores de Angical fazem paralisação — Foto: Reprpodução/TV Oeste
Fonte: G1 BA

Share

Grupo de Lima incorpora Guaidó e rechaça diálogo com Maduro

Grupo de Lima incorpora Guaidó e rechaça diálogo com Maduro

21:28 – 04/02/19 

Ao fim da reunião de emergência sobre a crise da Venezuela realizada em Ottawa, no Canadá, nesta segunda-feira (4), 11 países do Grupo de Lima, exceto o México, reiteraram o total apoio ao Juan Guaidó como presidente interino e anunciaram que o líder opositor passa a fazer parte do bloco regional.

Além disso, o grupo também rejeitou as “tentativas de diálogo promovidas por vários atores internacionais que foram manipuladas pelo regime de Nicolás Maduro, o que as transformou em uma tática ditatorial para permanecer no poder”. Em uma declaração conjunta, Argentina, Brasil, Canadá, Chile, Colômbia, Costa Rica, Guatemala, Honduras, Panamá, Paraguai e Peru comemoraram “a decisão de um crescente número de países que reconheceram Guaidó”. O Grupo de Lima também pediu que as iniciativas da comunidade internacional devem ter como objetivo “apoiar a rota constitucional apresentada pela Assembleia Nacional”, para garantir “uma transição pacífica do regime ditatorial de Maduro, que alcance a convocação de eleições e o estabelecimento da democracia na Venezuela”. O apoio foi endossado pela chanceler do Canadá, Chystia Freeland, que, ressaltou que o grupo apoia a “rota pacífica, sem uso da força”.

+Guaidó denuncia que Maduro tenta mover US$ 1,2 bilhão para o Uruguai

Por fim, o grupo expressou sua profunda preocupação pela grave situação humanitária na Venezuela e pediu à Alta Comissária das Nações Unidas para os Direitos Humanos, Michelle Bachelet, que “reaja imediatamente à grave situação na Venezuela, rejeite a repressão ao protesto contra o governo e exija a liberdade de imprensa, bem como a segurança de Guaidó, rejeitando as medidas restritivas impostas a ele pelo Supremo Tribunal de Justiça controlado pelo regime Maduro”. (ANSA)

Share

Carlos Ghosn pede para ser libertado sob fiança e promete não fugir

Carlos Ghosn pede para ser libertado sob fiança e promete não fugir

21:28 – 21/01/19 

Oex-presidente do conselho de administração da Nissan, o executivo brasileiro Carlos Ghosn, prometeu usar uma tornozeleira eletrônica, abrir mão de seu passaporte e pagar por seguranças aprovados pela justiça para conquistar sua liberdade sob fiança e garantir que não irá fugir.

Ghosn, de 64 anos, está preso em Tóquio desde 19 de novembro, acusado de ter fraudado a declaração de seus ganhos na Nissan por oito anos e por quebra de confiança por fazer a montadora japonesa fazer pagamentos à empresa de um amigo saudita que o ajudou com um problema financeiro.

As últimas acusações, apresentadas no dia 11, abriram o caminho para Ghosn buscar liberdade sob fiança.

Nissan proíbe funcionários de se comunicarem com Carlos Ghosn

A corte do distrito de Tóquio está para avaliar o último pedido de fiança de Ghosn nesta segunda-feira.

“Quero enfatizar que irei residir no Japão e respeitar todas e quaisquer condições da finança que a corte considerar justificáveis”, afirma Ghosn em comunicado ao qual a Associated Press teve acesso.

No comunicado, Ghosn também voltou a alegar inocência e disse estar ansioso para defender sua reputação num tribunal. “Nada é mais importante para mim ou minha família”, afirmou. Fonte: Associated Press. Com informações do Estadão Conteúdo.

Share

Matrículas começaram nesta segunda, mas as primeiras pessoas chegaram na fila no sábado (19). Creche disponibilizou 61 vagas para crianças de até 2 anos.

Começaram nesta segunda-feira (21) as matrículas na creche Centro Educacional João Paulo II, em Barreiras, no oeste da Bahia. Para tentar garantir as vagas, familiares de crianças de até 2 anos chegaram na fila no sábado (19) e dormiram na fila.

Homens e mulheres levaram sofás e cadeiras para passarem a noite no local. Muitas crianças estiveram juntos com os pais.

Na madrugada desta segunda-feira (21), a fila já dobrava o passava o quarteirão, no bairro Santa Luzia. A creche disponibilizou 61 vagas para crianças de até 2 anos.

Segundo os pais das crianças, a situação se repete todos os anos no no local. Taislane Silva, mãe de duas crianças, conta que algumas pessoas são atendidas antes das pessoas que estão na fila.

“Muito difícil, a gente está aqui desde sábado, 8h30 da manhã, esperando uma fila, e já tem gente chegando, que disse que está na fila de espera e dizendo que vai matricular. Isso não pode né? É uma injustiça com a gente”, reclamou Taislane.

De acordo com a Secretaria de Educação do município, as 61 vagas foram disponibilizadas para crianças a partir de quatro meses até dois anos. As senhas serão distribuídas de acordo com o número de vagas existentes.

O órgão informou que os pais que não conseguirem a senha devem deixar o nome da criança, data de nascimento e o contato do responsável para entrarem em uma lista de espera. Essa crianças devem ser encaixadas se houver surgimento de novas vagas.Fonte:G1.COM/TVOESTE

Share

Tempo médio de abertura de empresas cai de 8 para 5 dias, diz Receita

O tempo médio de abertura de empresas caiu de cerca de 8 para 5 dias, na comparação entre o final deste ano e de 2017. A informação foi divulgada hoje (19) pela Receita Federal, que também registrou aumento de 20% no número de empresas abertas em até 3 dias.

A quantidade de empresas que levavam mais de 7 dias para serem registradas caiu 30%. Entre 3 e 5 dias, foi mantido o percentual de 22% na comparação do último trimestre de 2017 com o mesmo período deste ano.

A Receita destacou que, neste ano, entrou no ar o novo Portal da Rede Nacional para a Simplificação do Registro e da Legalização de Empresas e Negócios (Redesim), que está se tornando a janela única dos órgãos do grupo para interação com o cidadão empreendedor.

“O lançamento da Área do Usuário marca uma mudança no paradigma da relação do cidadão com a Redesim. Esse é o primeiro passo para que sejam acessados, com uma única senha e em um único local, todos os sistemas envolvidos nas diversas esferas de Governo”, diz a Receita.

De acordo com a Receita, desde julho de 2018, quando foi implantado o Portal da Redesim, foram contabilizados cerca de 8 milhões de acessos. A nova versão da Área do Usuário, implantada em 10 de dezembro, recebeu, nos primeiros quatro dias, mais de 350 mil acessos e 65 mil novos cadastros.

A Redesim, criada pela Lei nº 11.598, de 3 de dezembro de 2007, é composta por diversos órgãos que integram o processo de registro e de legalização de pessoas jurídicas, entre entidades federais, estaduais e municipais.

São mais de 3 mil municípios integrados a esta grande rede, abrangendo cerca de 85% das pessoas jurídicas ativas do país, de acordo com a Receita Federal.

Fonte.: agenciabrasil.ebc.com.br

Share

Aids: casos e óbitos caem 16% nos últimos quatro anos no Brasil

“Indetectáveis”. Foi com esse grito, de mãos dadas, que pessoas que vivem com HIV deram início à cerimônia que marca os 30 anos de luta contra a aids. Elas comemoram o fato de terem sua carga viral em níveis sequer detectados em testes laboratoriais em razão da adesão ao tratamento com antirretrovirais. Dados do Ministério da Saúde divulgados hoje (27) mostram uma redução de 16% dos casos e óbitos por aids no país nos últimos quatro anos. Segundo a pasta, fatores como a garantia do tratamento para todos, a melhora do diagnóstico, a ampliação do acesso à testagem e a redução do tempo entre o diagnóstico e o início do tratamento contribuíram para a queda.

Os números revelam que, de 1980 a junho de 2018, foram identificados 926.742 casos de aids no Brasil – um registro anual de 40 mil novos casos. Em 2012, a taxa de detecção da doença era de 21,7 casos para cada 100 mil habitantes enquanto, em 2017, o índice era de 18,3 casos. No mesmo período, a taxa de mortalidade por aids passou de 5,7 óbitos para cada 100 habitantes para 4,8 óbitos. O boletim também aponta redução significativa da transmissão vertical do HIV – quando o bebê é infectado durante a gestação – entre 2007 e 2017. A taxa caiu 43%, passando de 3,5 casos para cada 100 mil habitantes para 2 casos.

Homens

Os dados mostram ainda que 73% das novas infecções por HIV no Brasil acontecem entre pessoas do sexo masculino, sendo que 70% dos casos é registrado entre homens que estão na faixa etária de 15 a 39 anos.

Autoteste

O ministério anunciou que, a partir de janeiro de 2019, a rede pública de saúde passa a oferecer o autoteste de HIV para populações-chave e pessoas em uso de medicamento de pré-exposição ao HIV. A previsão é que sejam distribuídas, ao todo, 400 mil unidades do teste, inicialmente nas cidades de São Paulo, Santos, Piracicaba, São José do R io Preto, Ribeirão Preto, São Bernardo do Campo, Rio de Janeiro, Curitiba, Florianópolis, Salvador, Porto Alegre, Belo Horizonte e Manaus.

Tratamento

Ainda de acordo com o boletim epidemiológico, desde 2013, quando os antirretrovirais passaram a ser distribuídos a todos os pacientes soropositivos, independentemente da carga viral, até setembro deste ano, 585 mil pessoas com HIV estavam em tratamento no Brasil. A maioria – 87% – faz uso do dolutegravir, que aumenta em 42% a chance de supressão viral (diminuição da carga de HIV no sangue) em relação ao tratamento anterior. A resposta, neste caso, também é mais rápida: no terceiro mês, mais de 87% dos usuários já apresentam supressão viral.

Luta

Diagnosticada como soropositiva há um ano e meio, a estudante Blenda Silva, 25 anos, conta que é possível seguir normalmente com a vida desde que haja adesão ao tratamento. Sobre os 30 anos de combate ao HIV, celebrados no próximo sábado (1º), Dia Mundial de Luta contra a Aids, ela lembra que muitos perderam a vida ao longo das últimas décadas por causa da doença.

“O número de infectados ainda é muito alto. Nossa mensagem, hoje, é que ainda precisa de prevenção”, disse, ao se referir aos mais de 37 milhões de pessoas que vivem com HIV em todo o mundo. “É uma luta que não precisa ser só de quem é soropositivo, mas de toda a sociedade brasileira”, concluiu.

Fonte.: agenciabrasil.ebc.com.b

Share

Cartões do Enem serão liberados na segunda-feira

Os cartões de confirmação do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem 2018) de mais de 5 milhões de inscritos serão liberados na próxima segundafeira (22) pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep). Com o documento que pode ser obtido na página do participante será possível verificar o local onde cada candidato fará as provas.

O governo decidiu manter o início do horário de verão, que começará no dia 4 de novembro, primeiro dia de prova  - Imagem de Arquivo/Agência Brasil
O governo decidiu manter o início do horário de verão, que começará no dia 4 de novembro, primeiro dia de prova  – Imagem de Arquivo/Agência Brasil

A recomendação da pasta é que cada estudante conheça o melhor trajeto para chegar ao lugar sem imprevistos. Além do local, o cartão também indica número de inscrição, data e horários das provas, detalhes sobre atendimentos e recursos de acessibilidade – se foi solicitado –, e o idioma estrangeiro escolhido.

A assessoria do Inep afirmou que não há casos de inscritos que não encontram seus cartões ou de informações equivocadas. De acordo com o órgão, os dados preenchidos na inscrição são automaticamente inseridos nessa confirmação. De qualquer maneira, a orientação é que, havendo algum problema, o estudante entre em contato com os canais de atendimento do Ministério da Educação (MEC) pelo telefone 0800616161 ou pelo link Fale Conosco, no site da pasta, para que a demanda seja verificada.

É importante lembrar que o governo decidiu manter o início do horário de verão, que começará no primeiro dia de prova do Enem, 4 de novembro. O MEC recomenda que os estudantes entrem no ritmo do novo horário, dormindo uma hora mais cedo, cerca de uma semana antes, para não serem prejudicados na hora da prova.

As provas serão aplicadas nos dias 4 e 11 de novembro em todo o país. No primeiro dia do exame (4/11), serão aplicadas as provas de linguagem, ciências humanas e redação. A aplicação terá cinco horas e meia de duração. No segundo dia (11/11), haverá provas de ciências da natureza e matemática. Os estudantes terão cinco horas para resolver as questões.

Fonte.: agenciabrasil.ebc.com.br

 

Share

AGU dá parecer pela estabilidade de gestante em cargo comissionado

A advogada-geral da União, Grace Mendonça, assinou hoje (10) parecer que determina estabilidade às empregadas gestantes e adotantes do momento da gestação até seis meses após o parto ou adoção de criança para as ocupantes de cargos comissionados na administração pública.

O parecer modifica decisão anterior da Advocacia-Geral da União (AGU), em que prevalecia o entendimento de que as ocupantes de cargos comissionados não usufruiriam de tal estabilidade.

O novo entendimento foi elaborado pela Consultoria-Geral da União, órgão da AGU responsável pelo assessoramento jurídico da União, a pedido de outra unidade da Advocacia-Geral, a Consultoria Jurídica junto ao Ministério do Planejamento, Desenvolvimento e Gestão.

A discussão foi motivada por uma decisão judicial que determinou ao Ministério da Previdência Social (atual Secretaria de Previdência) que pagasse indenização a uma servidora exonerada de cargo em comissão durante o período em que usufruía de licença adotante.

Segurança jurídica

No parecer, a AGU observa que o novo entendimento deve ser adotado não só porque resguarda de forma mais eficaz valores constitucionais, como o da proteção à família, mas também para evitar que a União seja acionada em outras ações judiciais.

O Supremo Tribunal Federal (STF) e Superior Tribunal de Justiça (STJ) já entenderam, em julgamentos recentes, que a estabilidade assegurada às gestantes e adotantes deve ser garantida a todas servidoras públicas, independentemente da natureza do vínculo mantido com a administração pública e mesmo que ocupem apenas cargos comissionados.

Poder vinculante

De acordo com o portal da AGU, o parecer do Advogado-Geral da União adquire caráter normativo e vincula todos os órgãos e entidades da Administração Federal quando aprovado pelo Presidente da República e publicado juntamente com o despacho presidencial.

De outro lado, ainda de acordo com a AGU, o parecer não publicado no Diário Oficial da União obriga apenas as repartições interessadas e os órgãos jurídicos da AGU ou a esta vinculados, a partir do momento em que dele tenham ciência.

Fonte.: agenciabrasil.ebc.com.br

Share

Dia D de vacinação contra pólio e sarampo será neste sábado

Postos de saúde em todo o país abrem as portas amanhã (18), sábado, para o chamado Dia D de Mobilização Nacional contra o sarampo e a poliomielite.

Todas as crianças com idade entre um ano e menores de 5 anos devem receber as doses, independentemente de sua situação vacinal. A campanha segue até 31 de agosto.

Campanha de vacinação contra o sarampo e a paralisia infantil (Tomaz Silva/Arquivo Agência Brasil)
Fiocruz promove hoje (08), campanha de vacinação contra sarampo e paralisia infantil. Além da vacinação há diversas atividades educativas promovidas pela instituição (Tomaz Silva/Agência Brasil)

A meta do governo federal é imunizar 11,2 milhões de crianças e atingir o marco de 95% de cobertura vacinal nessa faixa etária, conforme recomendado pela Organização Mundial da Saúde (OMS).

Até a última terça-feira (14), no entanto, 84% das crianças que integram o público-alvo ainda não haviam recebido as doses.

Este ano, a vacinação será feita de forma indiscriminada, o que significa que mesmo as crianças que já estão com esquema vacinal completo devem ser levadas aos postos de saúde para receber mais um reforço.

No caso da pólio, as que não tomaram nenhuma dose ao longo da vida vão receber a vacina injetável e as que já tomaram uma ou mais doses devem receber a oral.

Para o sarampo, todas as crianças com idade entre um ano e menores de 5 anos vão receber uma dose da Tríplice Viral, desde que não tenham sido vacinadas nos últimos 30 dias.

Casos de sarampo

Atualmente, o país enfrenta dois surtos de sarampo – em Roraima e no Amazonas. Até a última terça-feira (14), foram confirmados 910 casos no Amazonas, onde 5.630 outros casos permanecem em investigação. Já em Roraima, são 296 casos confirmados e 101 em investigação.

Há ainda, de acordo com o Ministério da Saúde, casos isolados e relacionados à importação nos seguintes estados: São Paulo (1), Rio de Janeiro (14), Rio Grande do Sul (13), Rondônia (1) e Pará (2).

Até o momento, foram confirmadas no Brasil seis mortes por sarampo, sendo quatro em Roraima (três em estrangeiros e um em brasileiro) e dois no Amazonas (brasileiros).

Fonte.: agenciabrasil.ebc.com.br

Share
https://www.themesfreedownload.top/