Nova FM - (77) 3611-2953 | Whatsapp (77) 9 9920-1251

DEPUTADO PARTICIPA DE CONSULTA PÚBLICA SOBRE BA-052 E PONTE BARRA/XIQUE-XIQUE

Bahia

O projeto de Parceria Público-Privada (PPP), na modalidade de concessão patrocinada, para operação, manutenção e revitalização do Sistema Viário BA-052 e construção de ponte sobre o Rio São Francisco, entre os municípios de Xique-Xique e Barra, foi discutido, na tarde desta quinta-feira (18), em audiência pública, no auditório da Secretaria de Infraestrutura do Estado da Bahia (Seinfra). Estavam presentes o vice-governador João Leão; o Secretário da Seinfra, Marcus Cavalcanti; o deputado federal Cacá Leão; o deputado estadual Antonio Henrique Júnior; a superintendente de planejamento em transporte, Maria Amélia do Amaral e o representante do Banco Mundial, Tomas Anker.

O evento teve como objetivo recolher contribuições para a elaboração final do edital de licitação que tem previsão de ser publicado no mês de março. As obras vão ser realizadas em 547 quilômetros da Estrada do Feijão e da BA-160, beneficiando cerca de 2,7 milhões de habitantes em mais de 100 municípios baianos. O investimento total é de R$ 705 milhões ao longo de 20 anos de concessão.

“A construção da ponte Barra/Xique-Xique é um antigo sonho que está prestes a se tornar realidade e a recuperação da BA-052 vai facilitar a conexão entre Xique-Xique e Feira de Santana, melhorando as condições de trafegabilidade para o escoamento da produção agrícola do oeste baiano”, afirmou Antonio Henrique Júnior.

 

Produtores do Oeste baiano vão recuperar nascentes de rios

Bahia

Produtores do Oeste baiano se uniram para recuperar as nascentes dos rios existentes na região. O primeiro município beneficiado é São Desidério, que vai receber recursos da Associação Baiana dos Produtores de Algodão (Abapa) e da Associação de Agricultores e Irrigantes da Bahia (Aiba) para recuperação de nascentes em 11 comunidades.

“O Oeste Baiano é uma prova de que é possível produzir em grande escala, atendendo a legislação ambiental e investindo na recuperação e preservação das nossas riquezas naturais”, ressaltou o presidente da Abapa, Júlio Cézar Busato, ao assinar, juntamente com o presidente da Aiba, Celestino Zanella, o acordo de cooperação técnica com o prefeito José Carlos de Carvalho.

Pela parceria firmada, os produtores rurais garantem o aporte financeiro. Em contrapartida, a Prefeitura se responsabiliza pelo projeto e a mão de obra. Ainda este ano, além de São Desidério, os produtores do Oeste vão investir na recuperação das nascentes de rios em Barreiras, Luís Eduardo Magalhães e Correntina. Mas, segundo o presidente da Aiba, não está descartada a inclusão de outros municípios:

“Já trabalhamos em parceria com prefeituras da nossa região recuperando e pavimentando estradas, num trabalho que tem beneficiado, sobretudo, as comunidades rurais. Vamos utilizar essa mesma estrutura para recuperar as nascentes dos nossos rios”.

Em São Desidério, a parceria dos produtores com a prefeitura prevê a recuperação de nascentes em áreas de preservação permanente (APP’s), que somam mais de 80 hectares, localizadas nas comunidades de Alegre da Pontezinha, Cabeceira do Salto, Alegre, Conceição de Baixo, Marias, Boqueirão do Palmeiral, Estiva, Canabravão, João Rodrigues, Baixa Bonita e Pindaíba.

Ascom Aiba

Leonardo debocha de grifes famosas em dia de compras nos EUA

Geral

De férias em Miami, nos EUA, Leonardo saiu às compras. Nas redes sociais, o cantor compartilhou um vídeo em que aparece escolhendo roupas em um mercado da cidade. Bem-humorado, ele mostrou uma camiseta de 10 dólares e fez piada com as marcas e grifes famosas.

— Nós “tamo” no mercadão fazendo compra, porque dinheiro nosso é ganhado, não é roubado não. Hermés, Gucci, Louis Vuitton, essas b…. aí nunca vai ver “nóis” porque “nóis” não é besta. Tudo passa de moda, ano que vem é outra coisa, bobagem.

Leonardo também debochou dos smartphones, dizendo que são todos iguais: “Vai ser burro pra lá”.

Veja o vídeo:

Fonte.: diversao.r7.com

Bebeto diz não ver problema eleitoral com chegada de Nilo ao PSB

BahiaPolítica
 Único representante baiano do Partido Socialista Brasileiro na Câmara Federal e candidato a reeleição, o deputado Bebeto Galvão (PSB) minimizou a possível concorrência com o deputado estadual Marcelo Nilo, que anunciou seu ingresso no PSB e vai concorrer a federal nas eleições deste ano.

Entre os aliados que migrarão com Nilo para a legenda, está Tito (PSDB), candidato a prefeito de Barreiras no último pleito, que também deverá disputar uma cadeira na Câmara dos Deputados.

“Estou tranquilo, sem qualquer tipo de problema. Porque a concorrência com Marcelo já se daria fora do partido, em outra coligação, e portanto todos nós concorremos entre nós”, declarou Bebeto ao bahia.ba.

De acordo com o parlamentar, a chegada do ex-presidente da Assembleia ao PSB é um “motivo de alegria”.

“Qualquer partido que se preze e deseja disputar o poder não pode ser pequeno; precisa crescer e ser uma expressão política e de densidade eleitoral”, defendeu o congressista.

Para Bebeto, é possível até triplicar a bancada baiana socialista. “Este ano, eu quero crer, e o PSB tem trabalhado para isso, que podemos aumentar a nossa bancada e ter entre dois e três deputados federais”, afirmou.

Fonte:  bahia.ba

BARREIRAS: TITO PARTICIPA DE POSSE DA ACADEMIA BARREIRENSE DE LETRAS

Barreiras

O líder político oposicionista Carlos Tito participou da posse da nova diretoria da Academia Barreirense de Letras. Admirador da literatura e das artes como expressão genuína da criatividade, Tito foi ao Palácio das Artes nesta quinta-feira, 11, levar o seu apoio e incentivo a nova presidente da entidade, a professora e escritora Ananda Lima, ao vice-presidente, o cordelista e músico Robson Batista. “Parabenizo a ambos e desejo que tenham sucesso nesta missão de fortalecer a cultura de nossa cidade” disse.

Tito também parabenizou a presidente que estava entregando o cargo, a professora e escritora Solange Cunha. “E uma lutadora pela cultura de Barreiras e merece o reconhecimento pelo trabalho realizado.”

Fonte.: muraldooeste.com

Tecnologia aumenta a produtividade e a rentabilidade do café no Brasil

Agricultura

Produzir café no Brasil usando novas tecnologias vem se tornando uma atividade mais rentável do que há pelo menos uma década. Isso é o que mostra o estudo intitulado A Cultura do Café: Análise dos Custos de Produção e da Rentabilidade nos Anos-Safra 2008 a 2017, divulgado nesta terça-feira (9) pela Companhia Nacional de Abastecimento (Conab). Segundo o estudo, o aumento da produtividade aparece como responsável pela melhoria de rentabilidade tanto da variedade do café arábica quanto do café conilon, variedade também conhecida como robusta.

Para o superintendente de Informações do Agronegócio da Conab, Aroldo de Oliveira Neto, o investimento em tecnologia em algumas regiões de produção cafeeira foi fundamental para a mudança de cenário.

“Quando se fala nessa mudança é preciso voltar no tempo em que se usava basicamente a mão de obra na colheita do café. Na medida em que você usa a tecnologia – e a mecanização faz parte disso – você vai aumentar a quantidade de café colhido e a um custo muito menor. Porque, apenas à guisa de exemplo, onde se colhia um saco manualmente seria possível colher, digamos, 100 sacos”, explica o superintendente.

Mas a mecanização da colheita não foi o único fator de aumento da rentabilidade. Aroldo Oliveira observa que a qualidade do café também melhorou graças a uso de novos insumos e novos processos de produção. Ele cita o caso de Rondônia, onde o estudo mostra claramente a diferença da tecnologia.

“Um cafezal tem vida útil de 30 anos. Então, a partir de 2013, um programa do governo estadual, com a participação de diversas entidades e instituições ligadas ao setor, começou a incentivar os produtores a erradicar o café velho e substitui-lo pelo clone, que é uma planta resultante de um processo de enxerto. Esse pé de café é mais forte e produz um grão de melhor sabor. Então o preço acaba sendo melhor”, explica o superintendente.

Aroldo Oliveira destaca ainda que na região do estado que adotou esse pacote tecnológico os resultados foram comparativamente melhores que os da região onde a introdução dos novos processos de produção e colheita foi feita mais recentemente. Uma das vantagens do clone, segundo Aroldo Oliveira, é a de que o clone se adapta a qualquer tipo de região onde for plantado. “O Brasil tem hoje a produção do café com novas tecnologias em outras regiões como o Espirito Santo, que é o maior produtor do café conilon, e o sul da Bahia.”

Aroldo Oliveira reconhece que a rentabilidade gerada pela melhora da produtividade, em 2016, foi influenciada também pelo preço favorável do café no mercado internacional.

“Mas é preciso lembrar que o café é uma commoditie e que seu preço oscila. Mas mesmo quando o preço cai, o prejuízo que poderia advir dessa queda será sempre muito menor graças ao uso da tecnologia”, disse o superintendente.

Fonte.: agenciabrasil.ebc.com.br

Trabalhador será indenizado por demissão exposta em rede social

Justiça

Empresa é responsável pelo vazamento de uma lista com nomes de funcionários que seriam dispensados.

A 6ª turma do TST manteve decisão que condenou uma produtora de café ao pagamento de indenização por danos morais pela indevida divulgação, em rede social, de dados privados de trabalhador que foi dispensado. O colegiado entendeu que ainda que a empresa não tivesse autorizado a divulgação das informações, ela era a única responsável pela preservação dos dados.

Circulou em rede social uma lista com nomes de funcionários, tornando públicos dados privados dos trabalhadores, tais como o fato de que estes funcionários seriam dispensados. Também constava no documento as respectivas datas de admissão e remunerações de cada trabalhador. Ao saber da divulgação desta lista o funcionário ajuizou ação contra a empresa. Em 1º grau, a empresa foi condenada a pagar R$ 15 mil ao trabalhador, mas o TRT da 9ª Região reduziu o valor da indenização por danos morais para R$10 mil.

A empresa recorreu ao TST alegando a necessidade de prova do dano efetivamente sofrido pelo trabalhador. Entretanto, a relatora, ministra Kátia Magalhães Arruda reforçou ser desnecessária a comprovação do dano sofrido: “de acordo com a jurisprudência pacífica, o que se exige é a prova dos fatos que ensejam o pedido de indenização por danos morais (artigo 818 da CLT e 333, I, do CPC/73, correspondente ao artigo 373, I, do CPC/15), e não a prova dos danos imateriais, esta, de resto, impossível. Portanto, o dano moral verifica-se in re ipsa (a coisa fala por si)”.

Quanto ao valor da condenação, já que “ainda não se encontra em conformidade com os princípios da proporcionalidade e razoabilidade a natureza e a extensão do dano”, a ministra votou por reduzi-la a R$ 5 mil. O entendimento da relatora foi acompanhado por unanimidade pelo colegiado.

  • Processo: RR-118-55.2013.5.09.0127

Confira a íntegra do acórdão.

Fonte.: www.migalhas.com.br

SINDSEMB 2018: presidente Carmélia da Mata participa de solenidade de posse da nova diretoria do Sinprofe

Barreiras
A presidente do Sindsemb, Carmélia da Mata, participou nesta manhã de sexta-feira (05), da solenidade de posse da nova diretoria do Sindicato dos Professores, Professoras e Especialistas da Rede Pública de Ensino do Município de Barreiras – SINPROFE, que aconteceu no auditório do IFBA.
A seleta plateia pode ouvir e resgatar o histórico de combatividade e luta do sindicato por uma educação mais justa, valorização dos profissionais e principalmente a regularização do Sinprofe nos últimos 4 anos. A ex-presidente e professora Arizângela Farias foi enfática ao agradecer a parceria e apoio da presidente do Sindsemb, Carmélia da Mata, além de apresentar todos os embates, as movimentações e defesa da categoria na sua gestão. Arizângela também citou as dificuldades, mas deixou uma mensagem de companheirismo a nova diretoria que assume.
A nova diretoria, que tem à frente a presidente Maria Rodrigues, que assume pela primeira vez um cargo em sindicato. Mesclando seus 22 anos de experiência com a convicção de que a força dos professores e servidores é capaz de derrotar qualquer imposição de governo, a professora assume com a disposição para a luta e diálogo.
“É uma alegria dar as boas vindas a Maria Rodrigues e toda diretoria do Sinprofe, que foi escolhida a dedo pelos professores. Os sindicatos têm uma enorme importância para os servidores de todas as áreas, tenho certeza que vamos fortalecer ainda mais nossa parceria para caminhar firmes e fortes para os desafios de 2018”, afirmou a presidente Carmélia da Mata.
Durante o evento, Carmélia conversou com os colegas professores e parabenizou a professora Janaina Josefá, que retorna a sala de aula após o pedido de exoneração do cargo de coordenação, por não aceitar a condução administrativa e funcional implantada na rede municipal de educação.
 
ASCOM/SINDSEMB

ANTONIO HENRIQUE JÚNIOR VISITA CRISTÓPOLIS E JABORANDI

Bahia

Neste final de semana o deputado Antonio Henrique Júnior deu continuidade ao seu programa de visitação às bases durante o período de recesso parlamentar. No sábado (06), ele participou das comemorações ao Dia dos Santos Reis, na comunidade de Limoeiro, município de Cristópolis, em companhia do ex-vereador Getúlio, Cesinha da Saúde e dos vereadores Zé Filho, Edinaldo, Marquinhos e Moisés. À noite, o deputado continuou a sua andança pela região oeste e, na cidade de Jaborandi, foi recepcionado pelos vereadores Warlley, Fabricio, Chiquin Escorrega e Pedro Neto (vice-presidente da Câmara), além do vice-prefeito Nanubio.  “Essa é minha missão: estar presente no maior número possível de localidades do oeste baiano. Gostei muito do que vi em Jaborandi e creio que poss o ajudar no atendimento às demandas da comunidade junto ao Governo do Estado”, frisou o parlamentar.

Durante a realização do Luau Jaboras White, um dos principais eventos festivos da cidade, Antonio Henrique Júnior também se encontrou com o empresário e líder comunitário Júnior da Sercom (Côcos) e os prefeitos Chepa Ribeiro (São Felix do Coribe), Eures Ribeiro (Bom Jesus da Lapa/UPB) e Assuero Oliveira (Jaborandi).

Assistência técnica fortalece agricultura familiar na Bahia

Bahia
Quem passa pelas estradas das comunidades rurais do povoado de Serra Grande, no município de Santa Teresinha, no centro norte da Bahia, não imagina que em uma terra árida e aparentemente infértil, pode se encontrar o verde marcante da agricultura familiar com hortaliças, legumes, frutas e plantas medicinais. Esse é o resultado de persistência e dedicação de agricultores e agricultoras familiares como Edineuza Carvalho, que apesar dos inúmeros desafios e adversidades climáticas, resiste e transforma a realidade.
Essas transformações são possíveis devido aos esforços de agricultores familiares e do Governo do Estado, que atualmente oferta, para mais de 140 mil famílias de comunidades rurais da Bahia, o serviço de assistência técnica e extensão rural (ATER). A ação é executada pela Superintendência Baiana de Assistência Técnica e Extensão Rural (Bahiater), vinculada à Secretaria de Desenvolvimento Rural (SDR).
“Antes do atendimento técnico, eu só plantava coentro”, destacou Edineuza, que atualmente cultiva hortaliças, legumes, frutas e plantas medicinais, além de criar caprinos e galinhas caipiras. Ela conta que como não chovia na região, sempre perdia a produção. Por isso, chegou a comprar água para conseguir colher, mas não tinha lucro.
“Eu comprava água, semente, adubo e trabalhava para produzir. Eu pedia ajuda a Deus e veio o programa do governo com a cisterna de produção para o reservatório de água. E depois, com o crédito do programa Agroamigo, eu comprei a bomba para puxar a água do poço. Por isso, hoje, a gente tem água para poder plantar”, acrescentou.
A agricultora vende seus produtos nos municípios de Itatim e Castro Alves, e espera vender para os mercados institucionais dos programas nacionais de Alimentação Escolar (PNAE) e de Aquisição de Alimentos (PAA). Ela ressalta que a assistência técnica tem contribuído com orientações, a exemplo da utilização de venenos que prejudicam a saúde tanto de quem coloca o produto nas hortaliças, quanto de quem consome.
Ater
As famílias do Território Piemonte do Paraguaçu são atendidas pela Cooperativa de Assessoria Técnica e Educacional para o Desenvolvimento da Agricultura Familiar (Cootraf), entidade selecionada pela Bahiater, por meio de chamada pública para a prestação de serviço.
O técnico em Agropecuária da Cootraf, Edson Ramos, que realiza a Ater na propriedade, explica que, no decorrer das visitas técnicas, identificou um potencial para a produção de hortaliças. “A gente viu que ela tinha um potencial de crescer, então a orientamos a acessar o programa Agroamigo, do Banco do Nordeste, e ela começou a desenvolver atividades maiores. Antes só trabalhava com a cisterna de produção, mas, depois do crédito, ela fez um projeto específico para o armazenamento de água e conseguiu ampliar a produção em mais de 200%. O nosso trabalho é realizado de acordo com a realidade de cada comunidade”.
A Ater é realizada por técnicos em Agropecuária e/ou engenheiros agrônomos nas unidades produtivas de agricultores e agricultoras familiares. O serviço é ofertado diretamente por técnicos da Bahiater ou em parceria com entidades executoras do serviço, selecionadas por chamadas públicas. Ou ainda por meio do Mais Ater, projeto realizado em parceria com prefeituras municipais, destinada à estruturação produtiva e articulação de políticas públicas para a promoção da sustentabilidade das Unidades Produtivas Familiares.
Fonte: Ascom/Ater